;
Acesso direto ao conteúdo

Artigos IDPH

 

Aprendizagem acelerada de línguas estrangeiras I

© Walther Hermann

Sinopse

Rápida descrição de um de nossos mais conhecidos programas de treinamento que pontua algumas das maiores contradições dos métodos convencionais de estudo de idiomas estrangeiros.

Contexto

Vivemos numa época na qual, embora a tecnologia seja capaz de fazer maravilhas, a educação de massa ainda não foi contemplada com as maiores e melhores descobertas das ciências comportamentais. Está na hora de levarmos tais avanços no conhecimento para o grande público, dessa forma, tornarmos conscientes dos paradoxos e contradições de setores da educação atrasados pode contribuir para uma insatisfação que estimule a mudança.

Artigo

Aprendizagem Acelerada de Línguas é um programa de treinamento instrumental e intensivo em estratégias de aprendizagem de línguas estrangeiras com o objetivo de abreviar a jornada de aprendizagem de habilidades de comunicação e expressão em outras línguas.

Este seminário foi especialmente desenvolvido para as pessoas que querem aprender de forma mais rápida, simples e agradável ou para aquelas que não têm se adaptado às metodologias convencionais de estudo de idiomas. O público principal deste seminário constitui-se de pessoas que querem ou necessitam falar outras línguas, sejam iniciantes absolutos, pessoas que já lêem e/ou escrevem ou mesmo aquelas que já falam outros idiomas, mas ainda não aprenderam a pensar na própria língua estrangeira.

O caminho mais curto para compreender este programa é por comparação com um curso convencional de idiomas. Quando uma pessoa se matricula em um curso tradicional de línguas, metaforicamente, podemos comparar isso à compra de um "peixe". Este seminário possui como objetivo "ensinar a pescar". Muitos de nós já ouvimos falar em pessoas que possuem uma grande facilidade de aprender idiomas, pessoas que aprendem sem esforço algum. Possivelmente, também, já tenhamos ouvido falar que existem alguns professores de línguas que nunca freqüentaram um curso formal de idiomas: são auto-didatas. Cada um de nós mesmos, um dia, já participou de, pelo menos, um desses grupos. E essas pessoas não possuem, de fato, "um olho ou um ouvido a mais"! Apenas usam seu aparato sensorial de uma forma mais útil para essas aprendizagens específicas.

Este programa, portanto, pretende instalar e ativar esses instrumentos e ferramentas de alto desempenho próprios de processos naturais e inconscientes de aprendizagem para que o indivíduo adquira autonomia para se orientar durante o seu processo de aprendizagem de idiomas. Efetivamente, todos nós já fomos extremamente bem- sucedidos na mais complexa das tarefas: aprender a "primeira grande língua estrangeira", antes da qual sequer tínhamos o pensamento lógico estruturado, e que, normalmente, é chamada de língua mãe. Considerando esse sucesso precoce, podemos nos perguntar: por que deixamos de nos utilizar daquela forma natural e simples de aprender?

As habilidades treinadas neste curso também permitem aos participantes a descoberta de significativos ganhos secundários, que incluem as aprendizagens inconscientes, soluções terapêuticas, planejamento pessoal e descoberta do infinito manancial de conhecimento que reside dentro de cada um de nós. Graças a essa outra dimensão deste curso, ele também se destina a pessoas que queiram melhorar a comunicação em público, sua concentração, sua criatividade, auto-motivação e aprender a gerenciar o estresse decorrente dos processos de aprendizagem e mudança.

As tecnologias utilizadas incluem o uso da Hipnose na Educação, do Aprendizado com o Hemisfério Cerebral Direito, da Programação Neurolingüística e da Aprendizagem Acelerada. Os treinamentos possuem dezesseis horas de duração e são realizados em finais de semana ou durante uma única semana, de segunda a sexta (mais recentemente, está sendo apresentado, também, num formato compacto: dez horas).

"Encontre um ponto de apoio, e será possível levantar o mundo!". Essa é uma frase célebre de um filósofo do passado que havia descoberto como realizar grandes tarefas com pequenos esforços - o princípio da alavancagem. É quase unânime a ponderação de que a melhor forma de aprendermos uma língua estrangeira é realizada ao nos mudarmos para o país de origem dessa língua. Nessas circunstâncias, o aprendizado é, consensualmente, completamente caótico. Contraditório, não? Por que, então, as escolas convencionais tornam as aulas tão organizadas e lineares?

Há algo ainda bastante interessante. Todos nós temos dito que talvez seja mais difícil aprender a primeira língua estrangeira, porém ao aprendermos a segunda, a terceira etc., torna-se progressivamente mais fácil. O que é que aprendemos além da língua que nos torna mais fáceis os próximos aprendizados? Aprendemos a aprender! Aprendemos o que é importante e o que não é, aprendemos a perceber, a nos concentrar e a nos expressar com outras sonoridades.

O Programa de Treinamento Aprendizagem Acelerada de Línguas é uma moderna tecnologia elaborada com o objetivo de instrumentalizar pessoas para a aprendizagem rápida e efetiva de comunicação e expressão em línguas estrangeiras. É um curso direcionado a pessoas que ainda não conhecem o potencial de recursos de aprendizagem que reside em suas mentes não conscientes - dizem que um humano mediano utiliza apenas 5% de suas capacidades mentais! Também resulta da participação neste curso a abertura da percepção para utilizar uma parte bastante maior do potencial inconsciente de discernir e aprender.

Conclusão

Todos nós aprendemos o mais difícil "idioma estrangeiro": a língua materna. Se fomos capazes de conquistar esse desafio com sucesso, qualquer outra língua torna-se simples de ser aprendida se utilizarmos as mesmas ferramentas e o mesmo processo pelo qual adquirimos proficiência na primeira língua. Porém, os métodos tradicionais insistem em nos convencer do contrário ao oferecer o conhecimento numa seqüência oposta àquela do aprendizado natural.

comentários

 

[ Retornar ao Índice ]