;
Acesso direto ao conteúdo

Coleção de Artigos "Nova Educação"

 

O Jeito Certo

Por Rubens Queiroz de Almeida

Uma característica interessante de todas as profissões,não só em nossa época como através dos tempos, é defenderque a verdade lhes pertence.

Geralmente o nascimento de uma nova linha de pensamento sedá quando alguém descobre uma nova teoria, aplica-a em umnúmero determinado de situações, descobre que tem uma taxade acertos razoável e pronto. Temos um novo salvador. Éclaro que nem todos são salvos. Alguns ficam à margem e continuam a vida com seus problemas. Mas este é nãoé um problema da nova doutrina. O errado é quem não seencaixa nela.

Um outro complicador é a hostilidade aberta que osseguidores de uma doutrina dedicam aos advogadosdas demais. Esta hostilidade determina que não haja colaboração, ou muito pouca, e conseqüentemente o avançoé muitas vezes lento.

A verdade sobre o mundo em que vivemos nos é concedida pouco a pouco. Um pesquisador descobre uma parte do todo, formula suas teorias, as aplica, e assim por diante. O problema é que, com o pouco que descobrem, julgam em muitos casos ter descoberto toda a verdade. Formam seus grupos de seguidores (ou fanáticos), e tendem a ignorar tudo o que possa contradizer suas teorias.

Um dos maiores psicólogos do século XX, Milton H. Erickson, se recusava a escrever uma teoria à qual outros pudessem se apegar como um dogma. Vejam o que escreveu Jeffrey K. Zeig, no livro "Seminários Didáticos com Milton H. Erickson":

Com respeito à abordagem profissional de Erickson, é importante observar que, embora criasse várias abordagens novas e permissivas para a hipnose, como terapeuta ele era bastante inflexível quanto a manter-se antiteórico. Não promovia nenhuma teoria explícita da personalidade. Acreditava firmemente que uma teoria explícita da personalidade limitaria o psicoterapeuta e o tornaria mais rígido. Erickson estava comprometido com as idéias da flexibilidade, unicidade e individualidade. Deixou isto claro em seus escritos e na forma de vida.

Provavelmente ninguém estará certo o tempo todo. As verdades absolutas de determinada época se mostraram totalmente equivocadas ou incompletas em outros tempos. A perda da flexibilidade e a adesão a dogmas são o que há de mais pernicioso, especialmente quando se trata de lidar com o ser humano em áreas como a educação e psicologia.

Os criadores da PNL (Programação Neuro Linguística), Richard Bandler e John Grinder, desenvolveram seu trabalho a partir da observação de pessoas de sucesso em suas áreas, como Milton H. Erickson, Virgínia Satir e outros. Estudavam como cada um deles se comportava e montavam procedimentos que pudessem ser replicados com o mesmo grau de sucesso. A criação de teorias, segundo os criadores da PNL, é danosa, pois uma vez que se segue uma teoria, se faz de tudo para encaixar a nossa visão de mundo dentro da teoria adotada. Nos fechamos a novas experiências e revelações.

No campo educacional a situação é ainda mais dramática. Milhares de crianças são consistentemente excluídas de uma vida normal, com um grande impacto sobre sua auto-estima, por não se adaptarem ao modelo pedagógico de uma outra vertente educacional. O ensino, mais do que qualquer outra atividade, não deve nunca perder de vista a flexibilidade. Existem escolas de grande sucesso, sem sombra de dúvida, mas nenhuma alcançou ainda 100% de exito. Não acredito que alguém já tenha desenvolvido e aplicado um modelo educacional que funcione em qualquer circunstância.

Posso afirmar entretanto, sem medo de errar, que a abordagem básica de qualquer método educacional deve ser o respeito total ao aluno, integral e sem restrições.

Muitos anos atrás caiu em minhas mãos o livro "Liberdade Sem Medo", de autoria de A. S. Neil. Neil fundou, em 1921, a escola chamada Summerhill,

Em Summerhill os alunos não são obrigados a freqüentar as aulas. Mas uma vez que se decidam a freqüentá-las, são obrigados a manter a disciplina e respeitar seus colegas e professores. Segundo Neil, muito tempo se perde forçando crianças a freqüentar aulas antes do tempo, quando seus interesses e atividades não condizem com estar sentado em uma sala de aula, reprimindo sua natural energia e vontade de explorar o mundo com suas próprias mãos. Crianças de sete a dez anos raramente se interessam em assistir aulas, porém o tempo supostamente perdido é rapidamente recuperado quando se decidem a freqüentá-las. A escola é administrada pelos próprios alunos. Em assembléias semanais, os alunos decidem as regras e como a escola devem funcionar. Em determinados casos, crianças de sete anos eram líderes das assembléias, e eram respeitadas.

Muito do que A. S. Neil prega é certamente controverso e será rotulado por muitos como heresia da pior espécie. Entretanto, dos muitos ensinamentos que Neil nos deixou, o mais importante é o respeito integral ao aluno, respeito às diferenças. Summerhill, antes de tudo, é uma escola (ela ainda funciona, mesmo depois da morte de seu fundadador) onde se respira liberdade e onde as crianças são confiantes e felizes.

Muitas teorias são feitas sobre o que uma escola deve ensinar, o que é outra das grandes tragédias da educação. Summerhill acerta em cheio ao propiciar meios para que seus alunos sejam confiantes e felizes. Aprender, o que quer que seja, fica muito mais fácil nestas condições.

A frase abaixo, extraída e traduzida do livro Summerhill School, A New View of Childhood (A Escola Summerhill, uma Nova Visão da Infância), oferece uma síntese poderosa da filosofia pregada e executada por Neil:

A função de uma criança é viver a sua própria vida - não a vida que seus pais ansiosos pensam que ela deve viver, nem uma vida de acordo com o propósito do educador que pensa que sabe o que é melhor. Toda esta interfência e orientação da parte dos adultos apenas contribui para formar uma geração de robos.

O jeito certo para se educar eu não sei qual seja, mas o que devemos buscar em educação é oferecer o ambiente e o meio para um desenvolvimento sadio e feliz das crianças. O resto se arruma por si só.

Uma lista das obras de A.S. Neil traduzidas para o português pode ser encontrada na seção **Bibliografia** em nosso site,

Para saber mais sobre Summerhill, e sobre as ameaças sobre seu funcionamento, que inacreditavelmente ainda existem, visite o endereço http://www.s-hill.demon.co.uk/hmi/hmiindex.htm

comentários

 

[ Retornar ao Índice ]

Mapa do Portal

mapabeta

\"Retornar