;
Acesso direto ao conteúdo

Coleção de Artigos "Nova Educação"

 

Aprendendo Inglês com Séries de TV - Parte 2

Por Rubens Queiroz de Almeida

Aprofundando um pouco mais o que foi abordado no primeiro artigo sobre o aprendizado da língua inglesa com séries de televisão, gostaria de apresentar mais algumas sugestões para aqueles que desejam ir um pouco além em seu aprendizado.

Levando em conta a questão primordial, que é sempre o tempo, o segredo é encaixar naqueles minutos ociosos de nosso dia, algumas atividades de estudo. Nossos dias são cheios destes pequenos buracos: nas filas de bancos, correios, no ônibus, intervalos comerciais ao assistir televisão, no banheiro e por aí vai. Na maior parte dos casos não aproveitamos estes minutos por julgarmos que o estudo deve ser concentrado e criamos barreiras artificiais determinando que devemos estudar por no mínimo uma hora para que valha a pena. Uma hora é um número redondo e frequentemente adotamos valores semelhantes ou múltiplos de uma hora.

Se derrubarmos esta barreira ficaremos surpresos com o quanto podemos fazer usando estes pedacinhos de tempo espalhados ao longo do dia. É claro que precisamos de uma parada de tempos em tempos, mas se você tornar o seu aprendizado prazeroso, você não terá o sentimento de que está desperdiçando seu tempo, ao contrário, passará a ansiar por encontrar estes minutinhos e para divertir/aprender algo.

Agora voltamos novamente à questão das séries de TV. Elas devem ser divertidas, mas muito divertidas, para que você possa dar ótimas e gostosas gargalhadas, e neste processo, esquecer-se de que está estudando alguma coisa. Para aumentar o tempo de sua exposição à série, ou ao seu aprendizado de inglês, uma boa alternativa é extrair as trilhas de áudio de seu DVD para ouvir em seu MP3 player. Existem diversas alternativas de softwares que fazem esta função. Dá um pouquinho de trabalho, mas vale a pena, pois você terá acesso a este material em qualquer lugar, sem precisar de televisão e do aparelho de DVD. Os seus minutinhos livres serão providenciais. Com a transcrição dos episódios, você poderá tirar dúvidas a respeito de palavras que ouviu e que não conseguiu identificar. Ao ouvir o áudio dos episódios que já assistiu, você poderá recriar mentalmente as cenas, tornando o aprendizado ainda mais vívido, útil e divertido.

Nos comentários do primeiro artigo, os leitores Marcos e Thiago Zerbinato sugeriram o site ESLPOD e China232, para aprender inglês com o uso de podcasts. Podcasts são muito interessantes também para que você aprenda uma nova habilidade ao mesmo tempo em que aprende inglês (ou outro idioma). Uma pessoa que conheci sempre procurava podcasts nas áreas que desejava conhecer melhor, como fotografia, por exemplo.

Toda estratégia tem suas vantagens e desvantagens e podem funcionar muito bem para alguns e pessimamente para outros. A receita mágica é sempre a mesma: divertir-se durante o processo, constância e repetição. Se você conseguir satisfazer estes três pré-requisitos com sua estratégia, siga em frente.

Todos somos diferentes, possuímos formas de aprender diferentes. O objetivo destes artigos é sempre mostrar um caminho e valorizar as escolhas pessoais. Nenhuma receita é válida para todos. Veja o caso de escolas tradicionais e as taxas de evasão. O aluno abandona a escola, invariavelmente, com duas atitudes possíveis: ou pensa que é pouco inteligente, e não tem capacidade de aprender a língua inglesa, ou então põe a culpa no idioma, no professor. Em ambos os casos sai perdendo, pois desistiu de adquirir uma competência fundamental nos dias de hoje. Pior, se pensa que não é inteligente, esta postura logo se espalha por todos os aspectos de sua vida. Vai começar a pensar que não é inteligente o suficiente para ter bons relacionamentos, desenvolver novas habilidades, enfim, um caos.

Eu criei um arquivo com a transcrição de todas as temporadas da série Friends. O processo de se fazer isto é muito simples, e você pode fazer o mesmo com a sua série de TV preferida. Para aprender como usar este software e como fazer o download, leia um tutorial que escrevi sobre o assunto. No servidor FTP da empresa desenvolvedora do aplicativo, você pode encontrar os binários para diversas plataformas computacionais.

Para usuários do ambiente GNU/Linux que entendem bem de programação shell, eu preparei um outro arquivo, contendo todos os PDFs gerados, as páginas html usadas e os scripts que utilizei para criar automaticamente os arquivos. Este arquivo está disponível na seção de downloads da Dicas-L. Os programas não foram refinados, foram criados rapidamente para facilitar o trabalho de criação dos arquivos PDF. Mas com um pouco de estudo, você poderá adaptá-los facilmente para outras finalidades.

Nos próximos artigos, eu pretendo abordar outras estratégias para aprendizado da língua inglesa, que utilizei para meu próprio aprendizado e que talvez sejam úteis também para outras pessoas.

Referências

Devidify - Extração de audio de DVDs em sistemas GNU/Linux

comentários

 

[ Retornar ao Índice ]

Mapa do Portal

mapabeta

\"Retornar