;
(Cellular)

Trinity: Is everything in place?
Cypher: You weren't supposed to relieve me.
Trinity: I know, but I felt like taking your shift.
Cypher: You like him, don't you? You like watching him.
Trinity: Don't be ridiculous.
Cypher: We're going to kill him, do you understand that?
Trinity: Morpheus believes he is The One.
Cypher: Do you?
Trinity: It doesn't matter what I believe.
Cypher: You don't, do you?
Trinity: Did you hear that?
Cypher: Hear what?
Trinity: Are you sure this line is clean?
Cypher: Yeah, 'course I'm sure.
Trinity: I better go. (Hotel room)
Cop: Freeze, Police. Hands on your head. Do it. Do it now. (Street)
Agent Smith: Lieutenant...
Lieutenant: Oh shit.
Agent Smith: Lieutenant, you were given specific orders.
Lieutenant: Hey, I'm just doing my job. You give me that juris-my-dick-tion crap, you can cram it up your ass.
Agent Smith: The orders were for your protection.
Lieutenant: I think we can handle one little girl.... I sent two units. They're bringing her down now.
Agent Smith: No Lieutenant, your men are already dead. (Hotel room)
Trinity: Morpheus, the line was traced, I don't know how.
Morpheus: I know, they cut the hard line. There's no time, you're going to have to get to another exit.
Trinity: Are there any agents?
Morpheus: Yes.
Trinity: Goddammit.
Morpheus: You have to focus, Trinity. There's a phone at Wells and Lake. You can make it.
Trinity: All right.
Morpheus: Go. (Rooftop)
Cop: That's impossible. (Building)
Trinity: Get up Trinity. Just get up. Get up. (Street)
Agent Brown: She got out.
Agent Smith: It doesn't matter.
Agent Jones: The informant is real.
Agent Smith: Yes.
Agent Jones: We have the name of their next target.
Agent Brown: The name is Neo.
Agent Smith: We'll need a search running.
Agent Jones: It's already begun. (Neo's apartment)
Neo: What? What the hell?... Follow the white rabbit?... Who is it?
Choi: It's Choi.
Neo: Yeah. Yeah. You're two hours late.
Choi: I know, it's her fault.
Neo: You got the money?
Choi: Two grand.
Neo: Hold on.
Choi: Hallelujah. You're my savior, man. My own personal Jesus Christ.
Neo: You get caught using that...
Choi: Yeah, I know. This never happened. You don't exist.
Neo: Right.
Choi: Something wrong, man? You look a little whiter than usual.
Neo: My computer, it... You ever have that feeling where you're not sure if you're awake or still dreaming?
Choi: Mm, all the time. It's called Mescaline. It's the only way to fly. Hey, it just sounds to me like you need to unplug, man. You know, get some R and R. What do you think, DuJour? Should we take him with us?
DuJour: Definitely.
Neo: No, I can't, I got work tomorrow.
DuJour: Come on, It'll be fun. I promise.
Neo: Yeah, sure, I'll go. (Club)
Trinity: Hello Neo.
Neo: How do you know that name?
Trinity: I know a lot about you.
Neo: Who are you?
Trinity: My name is Trinity.
Neo: Trinity. The Trinity? The one that cracked the IRS d-base?
Trinity: That was a long time ago.
Neo: Jesus.
Trinity: What?
Neo: I just thought, um...you were a guy.
Trinity: Most guys do.
Neo: That was you on my computer. How did you do that?
Trinity: Right now all I can tell you is that you're in danger. I brought you here to warn you.
Neo: Of what?
Trinity: They're watching you, Neo.
Neo: Who is?
Trinity: Please just listen. I know why you're here, Neo. I know what you've been doing. I know why you hardly sleep, why you live alone, and why night after night you sit at your computer. You're looking for him. I know, because I was once looking for the same thing. And when he found me, he told me I wasn't really looking for him. I was looking for an answer. It's the question that drives us, Neo. It's the question that brought you here. You know the question just as I did.
Neo: What is the Matrix?
Trinity: The answer is out there, Neo. It's looking for you. And it will find you, if you want it to. (Neo's apartment)
Neo: Oh shit. Oh shit shit shit. (Office)
Mr. Rhineheart: You have a problem with authority, Mr. Anderson. You believe that you are special, that somehow the rules do not apply to you. Obviously you are mistaken. This company is one of the top software companies in the world because every single employee understands that they are part of a whole. Thus if an employee has a problem, the company has a problem. The time has come to make a choice, Mr. Anderson. Either you choose to be at your desk on time from this day forward or you choose to find yourself another job. Do I make myself clear?
Neo: Yes, Mr. Rhineheart, perfectly clear.
FedEx Man: Thomas Anderson?
Neo: Yeah, that's me.
FedEx Man: Just sign here.. Ok, great. Have a nice day.
Neo: Hello.
Morpheus: Hello Neo. Do you know who this is?
Neo: Morpheus.
Morpheus: Yes. I've been looking for you, Neo. I don't know if you're ready to see what I want to show you, but unfortunately you and I have run out of time. They're coming for you, Neo, and I don't know what they're going to do.
Neo: Who's coming for me?
Morpheus: Stand up and see for yourself.
Neo: What, right now?
Morpheus: Yes, now. Do it slowly. The elevator.
Neo: Oh shit.
Morpheus: Yes.
Neo: What the hell do they want from me?
Morpheus: I don't know, but if you don't want to find out I suggest you get out of there.
Neo: How?
Morpheus: I can guide you but you must do exactly as I say.
Neo: Ok.
Morpheus: The cubicle across from you is empty.
Neo: What if they...
Morpheus: Go, now... Stay here for just a moment. When I tell you, go to the end of the row, to the office at the end of the hall. Stay as low as you can... Go, now... Good. Now, outside there is a scaffold.
Neo: How do you know all this?
Morpheus: We don't have time, Neo. To your left there's a window. Go to it... Open it. You can use the scaffold to get to the roof.
Neo: No way. No way. This is crazy.
Morpheus: There are two ways out of this building. One is that scaffold, the other is in their custody. You take a chance either way. I leave it to you.
Neo: This is insane. Why is this happening to me? What did I do? I'm nobody.... Shit.... I can't do this. (Street)
Trinity: Shit. (Interrogation)
Agent Smith: As you can see, we've had our eye on you for some time now, Mr. Anderson. It seems that you've been living two lives. In one life, you're Thomas A. Anderson, program writer for a respectable software company, you have a social security number, you pay your taxes, and you help your landlady carry out her garbage. The other life is lived in computers, where you go by the hacker alias Neo and are guilty of virtually every computer crime we have a law for. One of these lives has a future, and one of them does not. I'm going to be as forthcoming as I can be, Mr. Anderson. You're here because we need your help. We know that you've been contacted by a certain individual, a man who calls himself Morpheus. Now whatever you think you know about this man is irrelevant. He is considered by many authorities to be the most dangerous man alive. My colleagues believe that I am wasting my time with you but I believe that you wish to do the right thing. We're willing to wipe the slate clean, give you a fresh start and all that we're asking in return is your cooperation in bringing a known terrorist to justice.
Neo: Yeah. Wow, that sound like a really good deal. But I think I got a better one. How about I give you the finger... and you give me my phone call.
Agent Smith: Um, Mr. Anderson. You disappoint me.
Neo: You can't scare me with this Gestapo crap. I know my rights. I want my phone call.
Agent Smith: And tell me, Mr. Anderson, what good is a phone call if you're unable to speak?... You're going to help us, Mr. Anderson whether you want to or not. (Neo's apartment)
Morpheus: This line is tapped, so I must be brief. They got to you first, but they've underestimated how important you are. If they knew what I know, you'd probably be dead.
Neo: What are you talking about. What... what is happening to me?
Morpheus: You are The One, Neo. You see, you may have spent the last few years looking for me, but I've spent my entire life looking for you. Now do you still want to meet?
Neo: Yes.
Morpheus: Then go to the Adams street Bridge. (Car)
Trinity: Get in.
Neo: What the hell is this?
Trinity: It's necessary, Neo. For our protection.
Neo: From what.
Trinity: From you.
Switch: Take off your shirt.
Neo: What?
Switch: Stop the car. Listen to me, coppertop. We don't have time for twenty questions. Right now there's only one rule, our way or the highway.
Neo: Fine.
Trinity: Please, Neo. You have to trust me
Neo: Why?
Trinity: Because you have been down there, Neo. You know that road. You know exactly where it ends. And I know that's not where you want to be... Apoc, lights. Lie back, lift up your shirt.
Neo: What is that thing?
Trinity: We think you're bugged... Try and relax... Come on. Come on.
Switch: It's on the move.
Trinity: Shit.
Switch: You're going to lose it.
Trinity: No I'm not. Clear.
Neo: Jesus Christ, that thing's real? (Lafayette Hotel)
Trinity: This is it. Let me give you one piece of advice. Be honest. He knows more than you can imagine.
Morpheus: At last. Welcome, Neo. As you no doubt have guessed, I am Morpheus.
Neo: It's an honor to meet you.
Morpheus: No, the honor is mine. Please, come. Sit. I imagine that right now you're feeling a bit like Alice, tumbling down the rabbit hole? Hm?
Neo: You could say that.
Morpheus: I can see it in your eyes. You have the look of a man who accepts what he sees because he is expecting to wake up. Ironically, this is not far from the truth. Do you believe in fate, Neo?
Neo: No.
Morpheus: Why not?
Neo: Because I don't like the idea that I'm not in control of my life.
Morpheus: I know exactly what you mean. Let me tell you why you're here. You're here because you know something. What you know you can't explain. But you feel it. You've felt it your entire life. That there's something wrong with the world. You don't know what it is but it's there, like a splinter in your mind driving you mad. It is this feeling that has brought you to me. Do you know what I'm talking about?
Neo: The Matrix?
Morpheus: Do you want to know what it is? The Matrix is everywhere. It is all around us, even now in this very room. You can see it when you look out your window or when you turn on your television. You can feel it when you go to work, when you go to church, when you pay your taxes. It is the world that has been pulled over your eyes to blind you from the truth.
Neo: What truth?
Morpheus: That you are a slave, Neo. Like everyone else you were born into bondage, born into a prison that you cannot smell or taste or touch. A prison for your mind.... Unfortunately, no one can be told what the Matrix is. You have to see it for yourself. This is your last chance. After this there is no turning back. You take the blue pill, the story ends, you wake up in your bed and believe whatever you want to believe. You take the red pill, you stay in Wonderland, and I show you how deep the rabbit hole goes... Remember, all I'm offering is the truth, nothing more... Follow me... Apoc, are we online?
Apoc: Almost.
Morpheus: Time is always against us. Please, take a seat there.
Neo: You did all this?
Trinity: Uh-huh.
Morpheus: The pill you took is part of a trace program. It's designed to disrupt your input/output carrier signals so we can pinpoint your location.
Neo: What does that mean?
Cypher: It means buckle your seat belt, Dorothy, 'cause Kansas is going bye-bye.
Neo: Did you...
Morpheus: Have you ever had a dream, Neo, that you were so sure was real? What if you were unable to wake from that dream? How would you know the difference between the dream world and the real world?
Neo: This can't be...
Morpheus: Be what? Be real?
Trinity: It's going into replication.
Morpheus: Apoc?
Apoc: Still nothing.
Neo: It's cold. It's cold.
Morpheus: Tank, we're going to need a signal soon.
Trinity: We've got a fibrillation!
Morpheus: Apoc, location!
Apoc: Targeting, almost there.
Trinity: He's going into arrest!
Apoc: Lock, I got him.
Morpheus: Now, Tank. Now! (Nebuchadnezzar)
Morpheus: Welcome to the real world... We've done it, Trinity. We've found him.
Trinity: I hope you're right.
Morpheus: I don't have to hope. I know it.
Neo: Am I dead?
Morpheus: Far from it. Dozer: He still needs a lot of work.
Neo: What are you doing?
Morpheus: Your muscles have atrophied, we're rebuilding them.
Neo: Why do my eyes hurt?
Morpheus: You've never used them before. Rest, Neo. The answers are coming.
Neo: Morpheus, what's happened to me? What is this place?
Morpheus: More important than 'What?' is 'When?'
Neo: When?
Morpheus: You believe it's the year 1999 when in fact it's closer to 2199. I can't tell you exactly what year it is because we honestly don't know. There's nothing I can say that will explain it for you, Neo. Come with me. See for yourself. This is my ship, the Nebuchadnezzar. It's a hovercraft. This is the main deck. This is the core where we broadcast our pirate signal and hack into the Matrix. Most of my crew you already know. This is Apoc, Switch, and Cypher.
Cypher: Hi.
Morpheus: The ones you don't know, Tank and his big brother, Dozer. The little one behind you is Mouse. You wanted to know what the Matrix is, Neo? Trinity... Try to relax. This will feel a little weird. (Construct)
Morpheus: This is the construct. It's our loading program. We can load anything from clothing, to equipment, weapons, training simulations, anything we need.
Neo: Right now we're inside a computer program?
Morpheus: Is it really so hard to believe? Your clothes are different. The plugs in your arms and head are gone. Your hair has changed. Your appearance now is what we call residual self image. It is the mental projection of your digital self.
Neo: This...this isn't real?
Morpheus: What is real? How do you define real? If you're talking about what you can feel, what you can smell, what you can taste and see, then real is simply electrical signals interpreted by your brain. This is the world that you know. The world as it was at the end of the twentieth century. It exists now only as part of a neural-interactive simulation that we call the Matrix. You've been living in a dream world, Neo. This is the world as it exists today... Welcome.. to the desert.. of the real. We have only bits and pieces of information but what we know for certain is that at some point in the early twenty-first century all of mankind was united in celebration. We marveled at our own magnificence as we gave birth to AI.
Neo: AI? You mean artificial intelligence?
Morpheus: A singular consciousness that spawned an entire race of machines. We don't know who struck first, us or them. But we know that it was us that scorched the sky. At the time they were dependent on solar power and it was believed that they would be unable to survive without an energy source as abundant as the sun. Throughout human history, we have been dependent on machines to survive. Fate, it seems, is not without a sense of irony. The human body generates more bio-electricity than a 120-volt battery and over 25,000 BTUs of body heat. Combined with a form of fusion, the machines have found all the energy they would ever need. There are fields, endless fields, where human beings are no longer born. We are grown. For the longest time I wouldn't believe it, and then I saw the fields with my own eyes. Watch them liquefy the dead so they could be fed intravenously to the living. And standing there, facing the pure horrifying precision, I came to realize the obviousness of the truth. What is the Matrix? Control. The Matrix is a computer generated dream world built to keep us under control in order to change a human being into this.
Neo: No. I don't believe it. It's not possible.
Morpheus: I didn't say it would be easy, Neo. I just said it would be the truth.
Neo: No. Stop. Let me out. Let me out. I want out. (Nebuchadnezzar)
Trinity: Easy, Neo. Easy.
Neo: Take this thing off me. Take this thing...
Morpheus: Listen to me...
Neo: Don't touch me. Stay away from me. I don't want it. I don't believe it. I don't believe it.
Cypher: He's gonna pop.
Morpheus: Breathe, Neo. Just breathe.
Neo: I can't go back, can I?
Morpheus: No. But if you could, would you really want to? I feel I owe you an apology. We have a rule. We never free a mind once it's reached a certain age. It's dangerous, the mind has trouble letting go. I've seen it before and I'm sorry. I did what I did because...I had to. When the Matrix was first built, there was a man born inside who had the ability to change whatever he wanted, to remake the Matrix as he saw fit. It was he who freed the first of us, taught us the truth: 'As long as the Matrix exists the human race will never be free.' After he died the Oracle prophesized his return and that his coming would hail the destruction of the Matrix, end the war, bring freedom to our people. That is why there are those of us who have spent our entire lives searching the Matrix looking for him. I did what I did because I believe that search is over.... Get some rest, you're going to need it.
Neo: For what?
Morpheus: Your training.
Tank: Morning, did you sleep? You will tonight, I guarantee it. I'm Tank, I'll be your operator.
Neo: You don't...you don't have any...
Tank: Holes? Nope. Me and my brother Dozer, we're both one hundred percent pure, old fashioned, home-grown human, born free right here in the real world. Genuine child of Zion.
Neo: Zion?
Tank: If the war was over tomorrow, Zion's where the party would be.
Neo: It's a city?
Tank: The last human city. The only place we have left.
Neo: Where is it?
Tank: Deep underground, near the earth's core where it's still warm. You live long enough, you might even see it. Goddamn, I...I got to tell you, I'm fairly excited to see what you're capable of, if Morpheus is right and all...We're not supposed to talk about this, but if you are...Damn, it's a very exciting time. We got a lot to do. Let's get to it.... Now, we're supposed to start with these operation programs first, that's major boring shit. Let's do something a little more fun. How about combat training?
Neo: Jujitsu? I'm going to learn Jujitsu?... Holy shit.
Tank: Hey Mikey, I think he likes it. How about some more?
Neo: Hell yes.
Morpheus: How is he?
Tank: Ten hours straight. He's... a machine.
Neo: I know Kung Fu.
Morpheus: Show me. (Dojo)
Morpheus: This is a sparring program, similar to the programmed reality of the Matrix. It has the same basic rules, rules like gravity. What you must learn is that these rules are no different that the rules of a computer system. Some of them can be bent. Others can be broken. Understand? Then hit me. If you can.... Good. Adaptation, improvisation. But your weakness is not your technique. (Nebuchadnezzar) Mouse: Morpheus is fighting Neo. (Dojo)
Morpheus: How did I beat you?
Neo: You're too fast.
Morpheus: Do you believe that my being stronger or faster has anything to do with my muscles in this place? You think that's air you're breathing now?... Again. (Nebuchadnezzar) Mouse: Jesus Christ, he's fast. Take a look at his neural kinetics, they're way above normal. (Dojo)
Morpheus: What are you waiting for? You're faster than this. Don't think you are, know you are.... Come on. Stop *trying* to hit me and HIT me. (Nebuchadnezzar) Mouse: I don't believe it. (Dojo - Jump program)
Neo: I know what you're trying to do.
Morpheus: I'm trying to free your mind, Neo, but I can only show you the door, you're the one that has to walk through it. Tank, load the jump program.... You have to let it all go, Neo, fear, doubt, and disbelief. Free your mind.
Neo: Whoa. Okie dokie. Free my mind. (Nebuchadnezzar) Mouse: So what if he makes it?
Tank: No one's ever made the first jump. Mouse: I know, I know. But what if he does?
Apoc: He won't. Mouse: Come on.
Trinity: Come on. (Jump program)
Neo: All right, no problem. Free my mind. Free my mind. All right. (Nebuchadnezzar) Mouse: Wha...what does that mean?
Switch: It doesn't mean anything.
Cypher: Everybody falls the first time. Right, Trin? (Nebuchadnezzar)
Neo: I thought it wasn't real.
Morpheus: Your mind makes it real.
Neo: If you're killed in the Matrix, you die here?
Morpheus: The body cannot live without the mind.
Cypher: I don't remember you bringing me dinner. There is something about him, isn't there?
Trinity: Don't tell me you're a believer now?
Cypher: I just keep wondering, if Morpheus is so sure, why doesn't he take him to see the Oracle?
Trinity: Morpheus will take him when he's ready. (Construct)
Morpheus: The Matrix is a system, Neo. That system is our enemy. But when you're inside, you look around. What do you see? Business people, teachers, lawyers, carpenters. The very minds of the people we are trying to save. But until we do, these people are still a part of that system, and that makes them our enemy. You have to understand, most of these people are not ready to be unplugged. And many of them are so inert, so hopelessly dependent on the system that they will fight to protect it. Were you listening to me, Neo, or were you looking at the woman in the red dress?
Neo: I was...
Morpheus: Look again. Freeze it.
Neo: This...this isn't the Matrix?
Morpheus: No. It's another training program designed to teach you one thing. If you are not one of us, you are one of them.
Neo: What are they?
Morpheus: Sentient programs. They can move in and out of any software still hard-wired to their system. That means that anyone we haven't unplugged is potentially an agent. Inside the Matrix, they are everyone and they are no one. We are survived by hiding from them by running from them. But they are the gatekeepers. They are guarding all the doors. They are holding all the keys, which means that sooner or later, someone is going to have to fight them.
Neo: Someone?
Morpheus: I won't lie to you, Neo. Every single man or woman who has stood their ground, everyone who has fought an agent has died.But where they have failed, you will succeed.
Neo: Why?
Morpheus: I've seen an agent punch through a concrete wall. Men have emptied entire clips at them and hit nothing but air. Yet their strength and their speed are still based in a world that is built on rules. Because of that, they will never be as strong or as fast as you can be.
Neo: What are you trying to tell me, that I can dodge bullets?
Morpheus: No Neo. I'm trying to tell you that when you're ready, you won't have to. (Nebuchadnezzar)
Tank: We've got trouble.
Morpheus: Did Zion send a warning? Dozer: No, another ship. Shit. Squiddies sweeping in quick.
Neo: Squiddy?
Trinity: A sentinel. Killing machine designed for one thing. Dozer: Search and destroy.
Morpheus: Set her down right over there.... How're we doing, Tank?
Tank: Power offline. EMP armed and ready.
Neo: EMP?
Trinity: Electromagnetic pulse. Disables any electrical system in the blast radius. It's the only weapon we have against the machines.
Neo: Where are we?
Trinity: There old service and waste systems.
Neo: Sewers?
Trinity: They used to be cities that spanned hundreds of miles. Now these sewers are all that's left of them.
Morpheus: Quiet.
Cypher: Whoa, Neo. You scared the bejeezus out of me.
Neo: Sorry.
Cypher: It's okay.
Neo: Is that...
Cypher: The Matrix? Yeah.
Neo: Do you always look at it encoded?
Cypher: Well you have to. The image translators work for the construct program. But there's way too much information to decode the Matrix. You get used to it. I...I don't even see the code. All I see is blonde, brunette, red-head. Hey, you uh... want a drink?
Neo: Sure
Cypher: You know, I know what you're thinking, because right now I'm thinking the same thing. Actually, I've been thinking it ever since I got here. Why, oh why didn't I take the blue pill?... Good shit, huh? Dozer makes it. It's good for two things, degreasing engines and killing brain cells. So, can I ask you something? Did he tell you why he did it? Why you're here. Jee-zus. What a mind job. So you're here to save the world. What do you say to something like that? A little piece of advice. You see an agent, you do what we do. Run. You run your ass off.
Neo: Thanks for the drink.
Cypher: Sweet dreams. (Restaurant)
Agent Smith: Do we have a deal, Mr. Reagan?
Cypher: You know, I know this steak doesn't exist. I know that when I put it in my mouth, the Matrix is telling my brain that it is juicy and delicious. After nine years, you know what I realize? Ignorance is bliss.
Agent Smith: Then we have a deal?
Cypher: I don't want to remember nothing. Nothing. You understand? And I want to be rich. You know, someone important. Like an actor.
Agent Smith: Whatever you want, Mr. Reagan.
Cypher: Okay. I get my body back into a power plant, re-insert me into the Matrix, I'll get you what you want.
Agent Smith: Access codes to the Zion mainframe.
Cypher: No, I told you, I don't know them. I can get you the man who does.
Agent Smith: Morpheus. (Nebuchadnezzar)
Tank: Here you go, buddy. Breakfast of champions. Mouse: If you close your eyes it almost feels like you're eating runny eggs.
Apoc: Yeah, or a bowl of snot Mouse: Do you know what it really reminds me of? Tasty Wheat. Did you ever eat Tasty Wheat?
Switch: No, but technically, neither did you. Mouse: That's exactly my point. Exactly. Because you have to wonder now. How did the machines really know what Tasty Wheat tasted like. huh?. Maybe they got it wrong. Maybe what I think Tasty Wheat tasted like actually tasted like oatmeal or tuna fish. That makes you wonder about a lot of things. You take chicken for example, maybe they couldn't figure out what to make chicken taste like, which is why chicken tastes like everything. Maybe they couldn't figure out...
Apoc: Shut up, Mouse. Dozer: It's a single cell protein combined with synthetic aminos, vitamins, and minerals. Everything the body needs. Mouse: It doesn't have everything the body needs. So I understand that you've run through the agent training program. You know, I wrote that program.
Apoc: Here it comes. Mouse: So what did you think of her?
Neo: Of who? Mouse: The woman in the red dress! I designed her. She, um...well she doesn't talk very much, but...but if you'd like to meet her, I can arrange a much more personalized milieu.
Switch: Digital pimp, hard at work. Mouse: Pay no attention to these hypocrites, Neo. To deny our own impulses is to deny the very thing that makes us human.
Morpheus: Dozer, when you're done, bring the ship up to broadcast depth. We're going in. I'm taking Neo to see her.
Neo: See who?
Tank: The Oracle.... Everyone please observe, the fasten seat belt and no smoking signs have been turned on. Sit back and enjoy your ride. (Lafayette Hotel)
Morpheus: We're in.... We'll be back in an hour. (Car)
Morpheus: Unbelievable, isn't it?
Neo: God.
Trinity: What?
Neo: I used to eat there. Really good noodles. I have these memories from my life. None of them happened. What does that mean?
Trinity: That the Matrix cannot tell you who you are.
Neo: And an Oracle can?
Trinity: That's different.
Neo: Did you go to her?
Trinity: Yes.
Neo: What did she tell you?
Trinity: She told me...
Neo: What?
Morpheus: We're here. Neo, come with me. (Apartment Building)
Neo: So is this the same Oracle that made the prophecy?
Morpheus: Yes. She's very old. She's been with us since the beginning.
Neo: The beginning...?
Morpheus: Of the Resistance.
Neo: And she knows what, everything?
Morpheus: She would say she knows enough.
Neo: And she's never wrong.
Morpheus: Try not to think of it in terms of right and wrong. She is a guide, Neo. She can help you to find the path.
Neo: She helped you?
Morpheus: Yes.
Neo: What did she tell you?
Morpheus: That I would find the one.... I told you I can only show you the door. You have to walk through it. (Oracle's place) Priestess: Hello, Neo. You're right on time.... Make yourself at home, Morpheus. Neo, come with me.... These are the other potentials, you can wait here. Spoon boy: Do not try and bend the spoon. That's impossible. Instead only try to realize the truth.
Neo: What truth? Spoon boy: There is no spoon.
Neo: There is no spoon? Spoon boy: Then you'll see that it is not the spoon that bends, it is only yourself. Priestess: The Oracle will see you now. The Oracle: I know, you're Neo. Be right with you.
Neo: You're The Oracle? The Oracle: Bingo. Not quite what you were expecting, right? Almost done. Smell good, don't they?
Neo: Yeah. The Oracle: I'd ask you to sit down, but your not going to anyway. And don't worry about the vase.
Neo: What vase? The Oracle: That vase.
Neo: I'm sorry. The Oracle: I said don't worry about it. I'll get one of my kids to fix it.
Neo: How did you know? The Oracle: What's really going to bake your noodle later on is, would you still have broken it if I hadn't said anything. You're cuter than I thought. I can see why she likes you.
Neo: Who? The Oracle: Not too bright, though. You know why Morpheus brought you to see me?
Neo: I think so. The Oracle: So, what do you think? Do you think you're The One?
Neo: I don't know. The Oracle: You know what that means? It's Latin. Means `Know thyself'. I'm going to let you in on a little secret. Being The One is just like being in love. No one can tell you your're in love, you just know it. Through and through. Balls to bones. Well, I better have a look at you. Open your mouth, say Ahhh.
Neo: Ahhh. The Oracle: Okay. Now I'm supposed to say, `Umm, that's interesting, but...,' then you say...
Neo: But what? The Oracle: But you already know what I'm going to tell you.
Neo: I'm not The One. Oracle: Sorry, kid. You got the gift, but it looks like you're waiting for something.
Neo: What? The Oracle: Your next life maybe, who knows? That's the way these things go. What's funny?
Neo: Morpheus. He...he almost had me convinced. The Oracle: I know. Poor Morpheus. Without him we're lost.
Neo: What do you mean, without him? The Oracle: Are you sure you want to hear this? Morpheus believes in you, Neo. And no one, not you, not even me can convince him otherwise. He believes it so blindly that he's going to sacrifice his life to save yours.
Neo: What? The Oracle: You're going to have to make a choice. In the one hand you'll have Morpheus' life and in the other hand you'll have your own. One of you is going to die. Which one will be up to you. I'm sorry, kiddo, I really am. You have a good soul, and I hate giving good people bad news. Oh, don't worry about it. As soon as you step outside that door, you'll start feeling better. You'll remember you don't believe in any of this fate crap. You're in control of your own life, remember? Here, take a cookie. I promise, by the time you're done eating it, you'll feel right as rain.
Morpheus: What was said was for you and for you alone. (Nebuchadnezzar)
Tank: They're on their way.... What is that? (Lafayette Hotel)
Neo: Whoa, deja vu.
Trinity: What did you just say?
Neo: Nothing, I just had a little deja vu.
Trinity: What did you see?
Cypher: What happened?
Neo: A black cat went past us, and then another that looked just like it.
Trinity: How much like it, was it the same cat?
Neo: Might have been, I'm not sure.
Morpheus: Switch, Apoc.
Neo: What is it?
Trinity: Deja vu is usually a glitch in the Matrix. It happens when they change something. (Nebuchadnezzar)
Tank: Oh my God. (Lafayette Hotel)
Morpheus: Let's go. (Nebuchadnezzar)
Tank: They cut the hard line, it's a trap! Get out! (Lafayette Hotel) Mouse: Oh no. Oh no.
Cypher: That's what they changed. We're trapped. There's no way out.
Morpheus: Be calm. Give me your phone.
Trinity: They'll be able to track it.
Morpheus: We have no choice. (Cellular)
Tank: Operator.
Morpheus: Tank. Find a structural drawing of this building. Find it fast.
Tank: Got it.
Morpheus: I need the main wet wall. (Lafayette Hotel)
Agent Smith: Eighth floor.
Agent Brown: They're on the eighth floor.
Morpheus: Switch, straight ahead. (Cellular)
Tank: Another left, that's it.
Morpheus: Good. (Lafayette Hotel)
Agent Brown: Where are they? Police: They're in the walls. They're in the walls!
Cypher: It's an agent!
Trinity: Morpheus!
Morpheus: You must get Neo out! He's all that matters.
Neo: No. No, Morpheus! Don't!
Morpheus: Trinity, go!
Trinity: Go!
Neo: We can't leave him!
Trinity: You have to!.... Cypher, come on!
Agent Smith: The great Morpheus. We meet at last.
Morpheus: And you are?
Agent Smith: Smith. Agent Smith.
Morpheus: You all look the same to me.
Agent Smith: Take him. (Nebuchadnezzar)
Tank: No. (Phone)
Tank: Operator.
Cypher: Yeah, I need an exit fast.
Tank: Cypher?
Cypher: Yeah, there was an accident. Goddamn car accident. All of a sudden, boom. Somebody up there still likes me.
Tank: Gotcha.
Cypher: Get me out of here fast.
Tank: Intersection of Franklin and Erie, an old TV repair shop.
Cypher: Right. (Cellular)
Trinity: Tank, it's me.
Neo: Is Morpheus alive?
Cypher: Is Morpheus alive, Tank?
Tank: They're moving him. I don't know where to yet.
Trinity: He's alive. We need an exit.
Tank: You're not far from Cypher.
Trinity: Cypher?
Tank: I know. He's at Franklin and Erie.
Trinity: Got it. (Nebuchadnezzar)
Tank: Got him.
Cypher: Where are they?
Tank: Making the call.
Cypher: Good. (Repair shop)
Trinity: You first, Neo. (Nebuchadnezzar)
Cypher: Shoot. Dozer: No! (Repair shop)
Neo: I don't know, it just went dead. (Cellular)
Cypher: Hello, Trinity.
Trinity: Cypher? Where's Tank?
Cypher: You know, for a long time, I thought I was in love with you. I used to dream about you. You're a beautiful woman, Trinity. Too bad things had to turn out this way.
Trinity: You killed them.
Apoc: What?
Switch: Oh God.
Cypher: I'm tired, Trinity. I tired of this war. I'm tired of fighting. I'm tired of this ship, being cold, eating the same goddamn goop everyday. But most of all, I'm tired of that jack-off and all his bullshit. Surprise, ass-hole! I bet you never saw this coming, didja? God, I wish I could be there, when they break you. I wish I could walk in just when it happens. So right then, you'd know it was me.
Trinity: You gave them Morpheus.
Cypher: He lied to us, Trinity. He tricked us. If you'da told us the truth, we woulda told you to shove that red pill right up your ass.
Trinity: That's not true, Cypher, he set us free.
Cypher: Free? You call this free? All I do is what he tells me to do. If I had to choose between that and the Matrix, I choose the Matrix.
Trinity: The Matrix isn't real!
Cypher: I disagree, Trinity. I think the Matrix can be more real than this world. All I do is pull the plug here. But there, you have to watch Apoc die. (Repair shop)
Apoc: Trinity.
Switch: No. (Cellular)
Cypher: Welcome to the real world, huh, baby?
Trinity: But you're out, Cypher. You can't go back.
Cypher: Oh no. That's what you think. They're going to reinsert my body. I go back to sleep, and when I wake up, I won't remember a goddamn thing. By the way, if you have anything terribly important to say to Switch, I suggest you say it now.
Trinity: No, please don't. (Repair shop)
Switch: Not like this. Not like this. (Cellular)
Cypher: Too late.
Trinity: Goddamn you, Cypher.
Cypher: Don't hate me, Trinity. I'm just the messenger, and right now I'm gonna prove it to you. If Morpheus was right, then there's no way I can pull this plug. I mean if Neo's The One, then there'd have to be some kind of a miracle to stop me. Right? I mean how can he be The One if he's dead? You never did answer me before if you bought into Morpheus' bullshit - come on - all I want is a little yes or no. Look into his eyes, those big pretty eyes. Tell me. Yes or no?
Trinity: Yes.
Cypher: No. (Nebuchadnezzar)
Cypher: I don't believe it.
Tank: Believe it or not, you piece of shit, you're still gonna burn. (Repair shop)
Neo: You first. (Nebuchadnezzar)
Trinity: You're hurt.
Tank: I'll be all right.
Trinity: Dozer? (Office)
Agent Smith: Have you ever stood and stared at it, marveled at its beauty, its genius? Billions of people just living out their lives, oblivious. Did you know that the first Matrix was designed to be a perfect human world. Where none suffered. Where everyone would be happy. It was a disaster. No one would accept the program. Entire crops were lost. Some believed that we lacked the programming language to describe your perfect world. But I believe that as a species, human beings define their reality through misery and suffering. The perfect world was a dream that your primitive cerebrum kept trying to wake up from. Which is why the Matrix was redesigned to this, the peak of your civilization. I say your civilization because as soon as we started thinking for you it really became our civilization which is, of course, what this is all about. Evolution, Morpheus, evolution. Like the dinosaur. Look out that window. You had your time. The future is our world, Morpheus. The future is our time.
Agent Jones: There could be a problem. (Nebuchadnezzar)
Neo: What are they doing to him?
Tank: Breaking into his mind. It's like hacking into a computer, all it takes is time.
Neo: How much time?
Tank: Depends on the mind. Eventually it will crack and his alpha patterns will change from this to this. When it does, Morpheus will tell them anything they want to know.
Neo: Well, what do they want?
Tank: The leader of every ship is given codes to Zion's mainframe computer. If an agent got the codes and got into Zion's mainframe, it could destroy us. We can't let that happen.
Neo: Trinity?
Tank: Zion's more important than me or you or even Morpheus.
Neo: Well there has to be something that we can do.
Tank: There is. We pull the plug.
Trinity: You're going to kill him? Kill Morpheus?
Tank: We don't have any other choice. (Office)
Agent Smith: Never send a human to do a machine's job.
Agent Brown: If indeed the insider has failed, they'll sever the connection as soon as possible, unless...
Agent Jones: They're dead, in either case...
Agent Smith: We have no choice but to continue as planned. Deploy the sentinels. Immediately. (Nebuchadnezzar)
Tank: Morpheus, you're more than a leader to us. You're our father. We'll miss you always.
Neo: Stop. I don't believe this is happening.
Tank: Neo, this has to be done.
Neo: Does it? I don't know, I... this can't be just coincidence. It can't be.
Tank: What are you talking about?
Neo: The Oracle. She told me this would happen. She told me that I would have to make a choice.
Trinity: What choice?... What are you doing?
Neo: I'm going in.
Trinity: No you're not.
Neo: I have to.
Trinity: Neo, Morpheus sacrificed himself so that he could get you out. There's no way that you're going back in.
Neo: Morpheus did what he did because he believed I am something I'm not.
Trinity: What?
Neo: I'm not the one, Trinity. The Oracle hit me with that too.
Trinity: No. You have to be.
Neo: I'm not, I'm sorry. I'm just another guy.
Trinity: No, Neo. That's not true. It can't be true.
Neo: Why?
Tank: Neo, this is loco. They've got Morpheus in a military controlled building. Even if you somehow got inside, those are agents holding him. Three of them. I want Morpheus back too, but what you're talking about is suicide.
Neo: I know that's what it looks like, but it's not. I can't explain to you why it's not. Morpheus believed something and he was ready to give his life for what he believed. I understand that now. That's why I have to go.
Tank: Why?
Neo: Because I believe in something.
Trinity: What?
Neo: I believe I can bring him back.... What are you doing?
Trinity: I going with you.
Neo: No you're not.
Trinity: No? Let me tell you what I believe. I believe Morpheus means more to me than he does to you. I believe if you're really serious about saving him, you are going to need my help. And since I am the ranking officer on this ship, if you don't like it, I believe you can go to hell. Because you aren't going anywhere else. Tank? Load us up. (Office)
Agent Smith: I'd like to share a revelation I had during my time here. It came to me when I tried to classify your species. I realized that you're not actually mammals. Every mammal on this planet instinctively develops a natural equilibrium with the surrounding environment but you humans do not. You move to an area and you multiply until every natural resource is consumed. The only way you can survive is to spread to another area. There is another organism on this planet that follows the same pattern. Do you know what it is? A virus. Human beings are a disease, a cancer of this planet. You are a plague, and we are the cure. (Cellular)
Tank: Okay. So what do you need, besides a miracle?
Neo: Guns. Lots of guns. (Construct)
Trinity: Neo, no one has ever done anything like this.
Neo: That's why it's going to work. (Office)
Agent Smith: Why isn't the serum working?
Agent Brown: Perhaps we're asking the wrong questions.
Agent Smith: Leave me with him. Now. (Nebuchadnezzar)
Tank: Hold on, Morpheus. They're coming for you. They're coming. (Office)
Agent Smith: Can you hear me, Morpheus? I'm going to be honest with you. I hate this place, this zoo, this prison, this reality, whatever you want to call it. I can't stand it any longer. It's the smell. If there is such a thing. I feel.. saturated by it. I can taste your stink. And every time I do I feel I have somehow been infected by it, it's repulsive. I must get out of here. I must get free and in this mind is the key, my key. Once Zion is destroyed there is no need for me to be here, don't you understand? I need the codes. I have to get inside Zion, and you have to tell me how. You are going to tell me or you are going to die. (Lobby)
Guard 1: Please remove any metallic items you're carrying, keys, loose change. Holy shit.
Guard 2: Backup. Send backup.
Soldier: Freeze. (Office)
Agent Jones: What were you doing?
Agent Brown: He doesn't know.
Agent Smith: Know what?
Agent Jones: I think they're trying to save him. (Elevator)
Neo: There is no spoon. (Office)
Agent Smith: Find them and destroy them. (Rooftop)
Pilot: I repeat, we are under attack.
Neo: Trinity! Help!
Agent Jones: Only human.
Trinity: Dodge this.... How did you do that?
Neo: Do what?
Trinity: You moved like they do. I've never seen anyone move that fast.
Neo: Wasn't fast enough. Can you fly that thing?
Trinity: Not yet. (Cellular)
Tank: Operator.
Trinity: Tank, I need a pilot program for a V-212 helicopter. Hurry.... Let's go. (Office)
Agent Smith: No. (Helicopter)
Neo: Morpheus, get up. Get up, get up.... He's not going to make it.... Gotcha. (Nebuchadnezzar)
Tank: I knew it. He's the one. (Rooftop)
Morpheus: Do you believe it now, Trinity?
Neo: Morpheus. The Oracle, she told me I'm...
Morpheus: She told you exactly what you needed to hear, that's all. Neo, sooner or later you're going to realize, just as I did, that there's a difference between knowing the path and walking the path. (Cellular)
Tank: Operator.
Morpheus: Tank.
Tank: Goddamn. It's good to hear your voice, sir.
Morpheus: We need an exit.
Tank: Got one ready. Subway station, State and Balboa. (Rooftop)
Agent Smith: Damn it.
Agent Brown: The trace was completed.
Agent Jones: We have their position.
Agent Brown: The sentinels are standing by.
Agent Jones: Order the strike. (Subway station)
Neo: You first, Morpheus.
Trinity: Neo, I want to tell you something, but I'm afraid of what it could mean if I do. Everything the Oracle told me has come true. Everything but this. (Nebuchadnezzar)
Trinity: Neo.
Tank: What just happened?
Trinity: An agent. You have to send me back.
Tank: I can't. (Subway station)
Agent Smith: Mr. Anderson. We meet again. (Nebuchadnezzar)
Trinity: Run, Neo. Run! What is he doing?
Morpheus: He's beginning to believe. (Subway station)
Agent Smith: You're empty.
Neo: So are you.
Agent Smith: I'm going to enjoy watching you die, Mr. Anderson. (Nebuchadnezzar)
Trinity: Jesus, he's killing him. (Subway station)
Agent Smith: Do you hear that, Mr. Anderson? That is the sound of inevitability. That is the sound of your death. Goodbye, Mr. Anderson.
Neo: My name is Neo. (Nebuchadnezzar)
Trinity: What happened?
Tank: I don't know. I lost him. Oh shit.
Trinity: Sentinels. How long?
Morpheus: Five, maybe six minutes. Tank, charge the EMP.
Trinity: You can't use that until he's out.
Morpheus: I know, Trinity, don't worry. He's going to make it. (Street)
Man: Shit, that's my phone. That's my best phone. (Cellular)
Tank: Got him! He's on the run.
Neo: Mr. Wizard, get me the hell out of here.
Tank: Got a patch on an old exit, Wabash and Lake.
Neo: Oh shit.... Help. Need a little help.
Tank: Door.... Door on your left. No, your other left.... Back door. (Nebuchadnezzar)
Trinity: Oh no.
Morpheus: Here they come.... He's going to make it. (Cellular)
Tank: Fire escape at the end of the alley. Room 303. (Nebuchadnezzar)
Tank: They're inside.
Trinity: Hurry, Neo
Morpheus: Can't be. (Hotel)
Agent Smith: Check him.
Agent Brown: He's gone.
Agent Smith: Goodbye, Mr. Anderson. (Nebuchadnezzar)
Trinity: Neo, I'm not afraid anymore. The Oracle told me that I would fall in love, and that that man, the man who I loved would be The One. So you see, you can't be dead. You can't be, because I love you. You hear me? I love you.... Now get up. (Hotel)
Neo, The One: No. (Nebuchadnezzar)
Tank: How?
Morpheus: He is The One.
Trinity: No! (Phone)
Neo, The One: I know you're out there. I can feel you now. I know that you're afraid. You're afraid of us. You're afraid of change. I don't know the future. I didn't come here to tell you how this is going to end. I came here to tell you how it's going to begin. I'm going to hang up this phone and then I'm going to show these people what you don't want them to see. I'm going to show them a world without you, a world without rules and controls, without borders or boundaries, a world where anything is possible. Where we go from there is a choice I leave to you.

(Celular)

Trinity: Está tudo pronto?
Cypher: Você não tinha de me substituir.
Trinity: Eu sei, mas quero fazer um turno.
Cypher: Você gosta dele, não? Gosta de observá-lo.
Trinity: Não seja ridículo.
Cypher: Nós vamos matá-lo, entendeu?
Trinity: Morfeu acha que ele é o escolhido.
Cypher: Você também?
Trinity: Não importa o que eu acho.
Cypher: Você não acha, não é?
Trinity: Você ouviu isso?
Cypher: O que?
Trinity: Esta linha é segura mesmo?
Cypher: Sim, claro que é.
Trinity: Vou desligar.
Policial: Parada! Polícia! Mãos na cabeça! Mãos na cabeça, já.
Agent Smith: Tenente.
Tenente: Droga.
Agent Smith: Tenente, você recebeu ordens explícitas.
Tenente: Estou fazendo o meu serviço, e não me venha com esse papo furado de .está é a minha jurisdição..
Agent Smith: As ordens visavam a sua proteção.
Tenente: A gente encara uma mocinha. Eu mandei duas unidades! Eles já estão trazendo!
Agent Smith: Não, tenente, os seus homens já estão mortos.
Trinity: Morfeu, a linha foi grampeada, não sei como.
Morfeu: Eu sei, eles conseguiram, não temos tempo, ache outra saída.
Trinity: Há outros agentes?
Morfeu: Sim.
Trinity: Droga.
Morfeu: Concentre-se Trinity, há um telefone na Well com a Lake. Você consegue.
Trinity: Tudo bem.
Morfeu: Vá.
Policial: Isso é impossível.
Trinity: Levante-se Trinity, levante-se, levante-se.
Agent Brown: Ela escapou.
Agent Smith: Não importa.
Agent Jones: O informante falou a verdade.
Agent Smith: Sim.
Agent Jones: Temos o nome do próximo alvo.
Agent Brown: O nome é Neo.
Agent Smith: Temos de fazer uma busca.
Agent Jones: Ela já começou.
Neo: O que? A Matrix te achou....Que diabos? Siga o coelho branco. Quem é?
Choi: É o Choi.
Neo: Está duas horas atrasado.
Choi: Eu sei, foi culpa dela.
Neo: Trouxe o dinheiro?
Choi: Dois mil.
Neo: Espere.
Choi: Aleluia, você é o meu salvador, cara, o meu Jesus Cristo.
Neo: Se for pego com isso...
Choi: Eu sei, nunca nos vimos. Você não existe.
Neo: Certo.
Choi: Algum problema cara? Está mais pálido hoje.
Neo: O meu computador.... você já sentiu como se não soubesse se está acordado ou se está sonhando?
Choi: O tempo todo, chama-se mescalina. É a melhor forma de voar, você precisa sair um pouco cara.
Um pouco de agitação? O que acha, Dujuor? Vamos levá-lo conosco?
Dujuor: Com certeza.
Neo: Não posso, preciso trabalhar amanhã.
Dujuor: Vamos, vai ser divertido, eu prometo.
Neo: Sim, claro eu vou.
Trinity: Olá, Neo.
Neo: Como sabe o meu nome?
Trinity: Sei muita coisa sobre você.
Neo: Quem é você?
Trinity: Meu nome é Trinity.
Neo: Trinity. A famosa? A que entrou na receita?
Trinity: Isso foi há muito tempo.
Neo: Jesus!
Trinity: O que?
Neo: É que eu pensei que fosse um homem.
Trinity: Quase todos acham.
Neo: Foi você no meu computador. Como fez aquilo?
Trinity: No momento, só posso te dizer que você corre perigo. Eu te trouxe aqui para te avisar.
Neo: O que?
Trinity: Eles te observam, Neo.
Neo: Quem?
Trinity: Por favor, ouça. Sei porque está aqui, Neo. Sei o que anda fazendo, sei porque mal dorme, porque mora sozinho e porque, noite após noite, senta-se ao computador. Você o está procurando. Eu sei, porque eu também já procurei a mesma coisa. E, quando ele me encontrou, ele me disse que eu não estava procurando por ele, eu estava procurando uma resposta. É a pergunta que nos impulsiona, Neo.
Foi a pergunta que o trouxe aqui. Você já conhece a pergunta assim como eu.
Neo: O que é a Matrix?
Trinity: A resposta está aí, Neo. Ela esta à sua procura, ele te encontrará se você desejar.
Neo: Droga. Droga, Droga!
Rhineheart: Você não aceita autoridade, Sr. Anderson.
Você se acha especial, como se as regras não se aplicassem a você, obviamente está enganado. Está é uma das maiores empresas de software do mundo porque cada funcionário entende que faz parte de um todo. Logo, se um funcionário tem problema, a empresa tem problema. Chegou à hora de fazer uma escolha, Sr. Anderson. Ou você escolhe estar na sua mesa no horário a partir de hoje, ou você escolhe achar outro emprego. Eu fui claro?
Neo: Sim, Sr. Rhineheart, perfeitamente claro.
Carteiro: Thomas Anderson?
Neo: Sim, sou eu.
Carteiro: Assine aqui, legal, tenha um bom dia.
Neo: Alô.
Morfeu: Alô, Neo, sabe quem está falando?
Neo: Morfeu.
Morfeu: Sim, eu andava a sua procura, não sei se está pronto para ver o que quero te mostrar, mas infelizmente, nós dois não temos mais tempo. Eles vão te buscar aí, e não sei o que eles vão fazer.
Neo: Quem vem me buscar?
Morfeu: Levante-se e veja você mesmo.
Neo: Como? Agora?
Morfeu: Sim, agora. Levante-se devagar. O elevador.
Neo: Droga! O que ele querem?
Morfeu: Não sei, mas, se você não quiser descobrir, sugiro que saia da aí.
Neo: Como?
Morfeu: Posso te guiar, mas precisa fazer o que eu mandar. O cubículo a frente está vazio.
Neo: Mas e se eles.....
Morfeu: Vá, agora! Fique aqui só um pouco. Quando eu mandar, vá até o fim do corredor, até a sala no fim do escritório, vá bem agachado. Vá agora. Ótimo, agora, lá fora tem um andaime.
Neo: Como você sabe disso?
Morfeu: Não temos tempo. À sua esquerda há uma janela, vá até lá, abra, suba no andaime até o topo.
Neo: De jeito nenhum! De jeito nenhum! Isto é loucura!
Morfeu: Há duas formas de sair deste prédio, uma é pelo andaime, a outra, é levado por eles. Nas duas há um risco, você é quem escolhe.
Neo: Isso é loucura! Porque está acontecendo comigo? O que eu fiz? Não sou ninguém, eu não fiz nada, eu vou morrer.
Trinity: Droga!
Agent Smith: Como pode ver, estamos te observando já há algum tempo. Sr. Anderson. Parece que você tem levado uma vida dupla. Em uma vida, você é Thomas A. Anderson, programador de uma respeitável empresa de software, você é registrado no seguro social, paga seus impostos e você ajuda a senhoria a levar o lixo para fora. A outra vida é dentro de computadores, onde é o hacker conhecido pelo apelido de .Neo. e é culpado de quase todos os crimes por computador previstos na legislação. Uma dessas vidas tem futuro, a outra não tem. Eu serei o mais direto possível, Sr. Anderson, você está aqui, porque precisamos de sua ajuda. Sabemos que você foi contatado por um certo indivíduo, um homem que se auto intitula .Morfeu.. O que você acha que sabe sobre esse homem é irrelevante, ele é considerado pelas autoridades, como o homem mais perigoso que existe. Os meus colegas acham que estou perdendo o meu tempo com você, mas acho que você deseja fazer a coisa certa. Nós queremos ! apagar tudo isto, te dar um novo começo, tudo que pedimos em troca é a sua colaboração para levar um conhecido terrorista à justiça.
Neo: Sim, parece um trato muito bom, mas acho que tenho um melhor; que tal eu te mostrar o dedo e você me dar o meu telefonema?
Agent Smith: Sr. Anderson, você me decepcionou.
Neo: Não vai me assustar com essa coisa nazista, conheço os meus direitos, eu quero o meu telefonema.
Agent Smith: Diga-me Sr. Anderson, de que adianta um telefonema, se você não consegue falar? Você vai nos ajudar, Sr. Anderson, quer você queira ou não.
Morfeu: A linha está grampeada, eu serei breve, eles te pegaram antes, mas eles subestimaram a sua importância, se eles soubessem o que sei, você já estaria morto.
Neo: Do que você está falando? O que está havendo comigo?
Morfeu: Você é o escolhido, você pode ter passado os últimos anos me procurando, mas eu passei a minha vida toda procurando você, ainda quer se encontrar comigo?
Neo: Sim.
Morfeu: Então vá a ponte da rua Adams.
Trinity: Entre.
Neo: O que é isso?
Trinity: É necessário, Neo, para nos proteger.
Neo: Do que?
Trinity: De você.
Switch: Tire a camisa.
Neo: O que?
Switch: Pare o carro, escute espertinho, não temos tempo para brincadeiras, agora só há uma regra: é do nosso jeito ou caia fora.
Neo: Tudo bem.
Trinity: Por favor, Neo, confie em mim.
Neo: Porque?
Trinity: Porque você já esteve lá, você conhece esta rua, você sabe onde ela vai dar, e sei que não é onde você deseja estar. Apoc, o acendedor. Deite-se levante a camisa.
Neo: O que é isso?
Trinity: Você foi grampeado, tente relaxar, vamos lá, vamos lá.
Switch: Está se mexendo.
Trinity: Vem seu merda.
Switch: Você vai perdê-lo.
Trinity: Não vou, ativar.
Neo: Jesus Cristo, isto é real?
Trinity: É aqui, ele sabe mais do que você imagina.
Morfeu: Finalmente, bem-vindo, Neo; como você deve ter adivinhado, eu sou Morfeu.
Neo: É uma honra conhecê-lo.
Morfeu: Não, a hora é minha, por favor, venha, sente-se. Eu imagino que você esteja se sentindo um pouco como a Alice, entrando pela toca do coelho.
Neo: Você tem razão.
Morfeu: Eu vejo nos seus olhos, você tem o olhar de um homem que aceita o que vê, porque está esperando acordar, ironicamente, não deixa de ser verdade. Você acredita em destino, Neo?
Neo: Não.
Morfeu: Porque não?
Neo: Não gosto de pensar que não controlo minha vida.
Morfeu: Sei exatamente o que quer dizer, vou te dizer porque está aqui. Você sabe de algo, não consegue explicar o que, mas você sente, você sentiu a vida inteira. Há algo errado com o mundo, você não sabe o que é, más há, como um zunido na sua cabeça te enlouquecendo, foi esse sentimento que te trouxe até mim. Você sabe do que estou falando?
Neo: Da Matrix?
Morfeu: Você deseja saber o que ela é?
A Matrix está em todo o lugar, a nossa volta, mesmo agora, nesta sala, você pode vê-la quando olha pela janela, ou quando liga a sua televisão, você sente quando vai para o trabalho, quando vai a igreja, quando paga os seus impostos. É o mundo que foi colocado diante dos seus olhos para que você não visse a verdade.
Neo: Que verdade?
Morfeu: Que você é um escravo, como todo mundo, você nasceu num cativeiro, nasceu numa prisão que não consegue sentir ou tocar, uma prisão para a sua mente. Infelizmente, é impossível dizer o que é a Matrix. Você tem de ver por si mesmo.
Morfeu: Está é a última chance, depois não há como voltar, se tomar à pílula azul, a história acaba, e você acordará na sua cama acreditando no que quiser acreditar. Se tomar a pílula vermelha, ficará no país da maravilha e eu te mostrarei até onde vai a toca do coelho. Lembre-se, tudo que ofereço é a verdade, nada mais. Siga-me. Apoc, estamos conectados?
Apoc: Quase.
Morfeu: O tempo está contra nós. Por favor, sente-se aqui.
Neo: Você já fez isso?
Trinity: Ah!Ah!
Morfeu: A pílula que tomou é parte de um programa, ela interrompe seus sinais portadores para que possamos localizá-lo.
Neo: O que isso significa?
Cypher: Significa: .aperte o cinto, Dorothy porque Kansas vai sumir do mapa..
Neo: Você.....?
Morfeu: Você já teve um sonho, Neo, que parecia verdadeiro? E se você não conseguisse acordar desse sonho? Como você saberia a diferença entre o mundo dos sonhos e o mundo real?
Neo: Não pode ser.
Morfeu: Ser o que? Ser real?
Trinity: Iniciando cópia.
Morfeu: Apoc?
Apoc: Nada, ainda.
Cypher: Está frio. Está frio.
Morfeu: Tank, precisamos de um sinal logo.
Trinity: Temos uma fibrilação.
Morfeu: Apoc, localização.
Apoc: O alvo está quase lá.
Trinity: Ele vai ter uma parada.
Apoc: Feche agora, consegui.
Morfeu: Agora, Tank, agora!
Morfeu: Bem-vindo ao mundo real.
Morfeu: Você conseguiu Trinity. Nós o encontramos.
Trinity: Espero que sim.
Morfeu: Não precisa esperar. Eu sei.
Neo: Eu estou morto?
Morfeu: Longe disso.
Dujuor: Ele precisa de muito trabalho.
Neo: O que estão fazendo?
Morfeu: Seus músculos atrofiaram, vamos reconstruí-los.
Neo: Porque meus olhos doem?
Morfeu: Porque você nunca os usou, descanse, Neo. As respostas virão.
Neo: Morfeu, o que aconteceu comigo? Que lugar é este?
Morfeu: Mais importante é .quando..
Neo: .Quando..
Morfeu: Você acha que é o ano de 1999, quando na verdade, é perto de 2199. Não posso te dizer que ano é exatamente, porque sinceramente não sabemos. Não há nada que eu diga que possa te explicar. Venha comigo. Veja por si próprio. Este é o meu barco. O .NABUCODONOSOR. é um hovercraft. Este é o convés. Aqui é o núcleo de onde transmitimos nosso sinal pirata para dentro da Matrix. A maior parte da tripulação você já conhece. Este é Apoc, Switch e Cypher. Os que você não conhece, Tank e seu irmão Dozer. O pequeno aí atrás é o Mouse.
Morfeu: Você queria saber o que é a Matrix? Trinity. Tente relaxar. Vai se sentir um pouco estranho.
Está é a construção. É o nosso programa de carregamento, podemos carregar de tudo, roupas, equipamentos, armas, simulações de treinamento, qualquer coisa que precisarmos.
Neo: Então estamos dentro de um programa de computador?
Morfeu: Acha mesmo difícil acreditar? Suas roupas são diferentes, os plugs do seu corpo sumiram, seu cabelo mudou, sua aparência é o que chamamos de .auto-imagem residual.. É a projeção mental do seu .eu. digital.
Neo: Isto não é real.
Morfeu: O que é .real.? Como você define o .real.? Se estiver falando do que consegue sentir, do que pode cheirar, provar, ver, então .real. são simplesmente sinais elétricos interpretados pelo cérebro. Este é o mundo que você conhece. O mundo como era no final do século 20. Ele só existe agora como parte de uma simulação neuro interativa que chamamos de Matrix. Você vivia num mundo de sonhos, Neo. Este é mundo que existe hoje. Bem-vindo ao deserto, do real. Temos apenas pequenas partes de informação, mas o que sabemos por certo é que no começo do século 21, a humanidade inteira estava celebrando. Estávamos encantados com nossa própria grandeza por criarmos a IA.
Neo: IA. Inteligência Artificial?
Morfeu: Uma consciência singular que gerou uma raça inteira de máquinas. Não sabemos quem atacou antes, nós ou eles. Mas sei que fomos nós que queimamos o céu. Elas dependiam de energia solar e acreditava-se que elas não conseguiriam sobreviver sem uma fonte de energia tão abundante como o sol. Ao longo da história, nós dependemos de máquinas para sobreviver. O destino parece, não deixa de ser irônico. O corpo humano gera mais bioeletricidade do que uma bateria de 120 volts e mais de 25 mil BTUs de calor corpóreo. Combinado com uma espécie de fusão, as máquinas encontraram mais energia do que precisariam. Há campos, Neo, campos sem fim, onde os seres humanos não mais nascem. Nós somos .cultivados.. Durante muito tempo, eu não acreditei, aí eu vi os campos com meus próprios olhos. Eu os vi liquefazer os mortos, para que fossem injetados na veia dos vivos. E lá, vendo tal precisão, pura e aterrorizante, acabei me dando conta da verdade óbvia. O que é a Matrix? Contr! ole. A Matrix é um mundo dos sonhos gerado por computador, feito para nos controlar, para transformar o ser humano, nisto aqui.
Neo: Não. Eu não acredito. Não é possível.
Morfeu: Eu não disse que seria fácil, Neo. Eu só disse que seria a verdade.
Neo: Pare! Deixe-me sair! Deixe-me sair! Eu quero sair!
Trinity: Calma, Neo, calma.
Neo: Tire isso de mim. Tire isso de mim!
Morfeu: Ouça-me!
Neo: Não me toque! Fique longe de mim! Eu não acredito, eu não acredito, eu não acredito.
Cypher: Ele vai apagar.
Morfeu: Respire, Neo. Respire.
Neo: Não posso voltar, posso?
Morfeu: Não, mas se você pudesse, você realmente iria querer? Eu te devo desculpas, temos uma regra: Nunca libertamos uma mente após ela atingir certa idade. É perigoso. A mente tem problemas em esquecer, eu já vi acontecer e sinto muito. Eu fiz o que fiz porque fui obrigado. Quando a Matrix foi construída, havia um homem nascido nela, que tinha habilidade de mudar o que ele quisesse para refazer a Matrix ao seu modo. Foi ele quem libertou o primeiro de nós e nos mostrou a verdade. Enquanto a Matrix existir, a raça humana nunca será livre. Quando ele morreu o oráculo profetizou a sua volta e que sua chegada coroaria a destruição das Matrix, o fim da guerra, e a liberdade para nosso povo. E por isso nós passamos a vida fazendo buscas pela Matrix procurando por ele. Eu fiz o que fiz porque acredito que a busca terminou. Descanse um pouco, você vai precisar.
Neo: Para que?
Morfeu: O seu treinamento.
Tank: Bom dia, você dormiu? Vai dormir hoje, eu garanto. Sou Tank, serei seu operador.
Neo: Você não tem......
Tank: Buracos? Não. Eu e meu irmão Dozer, somos seres humanos 100% puros, à moda antiga. Nascidos livres, aqui no mundo real. Sou filho de Sião.
Neo: Sião?
Tank: Se a guerra acabasse amanhã, a festa seria em Sião.
Neo: É uma cidade?
Tank: A última cidade humana, o único lugar que restou.
Neo: Onde fica?
Tank: Lá embaixo, perto do núcleo da terra, onde ainda é quente. Se você sobreviver, poderá conhecer.
Nossa! Falando sério, estou louco para ver as suas habilidades, se Morfeu estiver certo. Não devemos falar sobre isto, mas, se for..... é um momento muito empolgante. Temos muito que fazer vamos ao trabalho. Temos de começar com estes programas operacionais. Isto é uma chatice, vamos a algo mais divertido. Que tal treinamento de combate?
Neo: Jiu-Jitsu? Eu vou aprender Jiu-Jitsu? Caramba!
Tank: .Mickey, acho que ele gostou!.. Quer mais?
Neo: Puxa, sim. Quero.
Morfeu: Como ele está?
Tank: 10 horas direto. É uma máquina.
Neo: Eu luto Kung fu.
Morfeu: Mostre-me.
Este é um programa de sparring igual à realidade programada da Matrix. Tem as mesmas regras básicas, como a gravidade, sé que estas regras não diferem das regras de um sistema de computador. Algumas podem ser distorcidas, outras podem ser quebradas. Entendeu? Então em acerte, se conseguir. Bom! Adaptação, improvisação. Mas sua fraqueza é a técnica.
Mouse: Morfeu está lutando com Neo.
Morfeu: Como eu te venci?
Neo: Você é rápido.
Morfeu: Você acredita ser mais forte ou mais rápido, tem algo haver com os meus músculos neste lugar? Acha que está respirando ar? De novo!
Mouse: Minha nossa, ele é rápido! A neurocinética dele é acima do normal.
Morfeu: O que está esperando? Você é mais rápido que isso. Não pense que é. Saiba que é. Vamos! Pare de tentar me acertar e me acerte!
Mouse: Não acredito.
Neo: Sei o que está tentando fazer.
Morfeu: Quero liberar a sua mente, Neo, mas só posso te mostrar a porta.
Morfeu: Você tem de atravessá-la. Tank, carregue o programa de salto. Você precisa livrar-se, Neo, do medo, da dúvida e da descrença. Liberte a sua mente.
Neo: Tudo bem. Libertar a mente.
Mouse: E se ele conseguir?
Tank: Ninguém consegue no primeiro salto.
Mouse: Eu sei. Mas e se ele conseguir?
Apoc: Não conseguirá.
Mouse: Vamos!
Trinity: Vamos!
Neo: Tudo bem. Tudo bem, libertar a mente. Libertar a mente, sem problemas, certo.
Mouse: O que isso significa?
Switch: Não significa nada.
Cypher: Todos caem na primeira vez. Certo, Trin?
Neo: Achei que não fosse real.
Morfeu: Sua mente torna real.
Neo: Se você é morto na Matrix, você morre aqui?
Morfeu: O corpo não vive sem a mente.
Cypher: Não me lembro de você ter me trazido comida. Ele tem algo especial, não tem?
Trinity: Virou um crédulo agora?
Cypher: Eu me pergunto, se Morfeu tem tanta certeza, porque não levá-lo ao oráculo?
Trinity: Morfeu vai levá-lo quando ele estiver pronto.
Morfeu: A Matrix é um sistema, Neo. Esse sistema é nosso inimigo, mas quando estamos dentro dele, o que vemos? Homens de negócio, professores, advogados, marceneiros. As mesmas pessoas que queremos salvar. Mas até conseguirmos, essas pessoas fazem parte de nosso sistema e isso faz delas nossas inimigas. Você precisa entender, que a maior parte dessas pessoas, não está pronta para acordar e muitos estão inertes, tão dependentes do sistema, que vão lutar para protegê-lo. Você está me ouvindo ou olhando para a mulher de vestido vermelho? Olhe de novo. Congele. Está não é a Matrix?
É mais um programa de treinamento feito para ensinar uma coisa: Se você não é um dos nossos, você é um deles.
Neo: Quem são eles?
Morfeu: Programas sencientes. Podem entrar e sair de qualquer software ainda conectado ao sistema deles.
Isso significa que qualquer um ainda não libertado, é um agente em potencial. Dentro da Matrix, eles são todos e não são ninguém. Nós sobrevivemos nos escondendo deles e correndo deles, mas eles são porteiros. Eles protegem todas as portas e têm todas as chaves. Cedo ou tarde, alguém terá de lutar com eles.
Neo: Alguém?
Morfeu: Não vou mentir, Neo. Todos os homens e mulheres que lutaram com os agentes morreram. Mas, onde eles falharam, você vencerá.
Neo: Porque?
Morfeu: Já vi um agente abrir um concreto com um soco. Já descarregamos o pente neles, e não conseguimos acertar. Mas a força e a velocidade deles se baseiam num mundo feito de regras. Por causa disso, eles não podem ser tão fortes ou rápidos quanto você.
Neo: O que está dizendo? Que posso desviar de balas?
Morfeu: Não, Neo. Estou dizendo que quando você estiver pronto, isso não será necessário.
Tank: Temos problemas.
Morfeu: Sião mandou aviso?
Dujuor: Não, ouve embarcação. Droga. A luta está chegando perto.
Neo: A luta?
Trinity: Um sentinela, uma máquina feita com um propósito.
Dujuor: Localizar e destruir.
Morfeu: Pare ali. Como estamos, Tank?
Tank: Força desligada. PEM ativado e pronto.
Trinity: Pulso Eletromagnético. Inutiliza qualquer sistema elétrico dentro do raio de explosão. É a única arma que temos contra as máquinas.
Neo: Onde estamos?
Trinity: No antigo sistema de serviço e despejo.
Neo: Esgoto.
Trinity: Antes eram cidades de centenas de quilômetros, agora o esgoto foi tudo o que restou.
Morfeu: Silêncio.
Cypher: Você quase me mata de susto.
Neo: Desculpe.
Cypher: Tudo bem.
Neo: Isso é a .....
Cypher: A Matrix?
Neo: Você sempre a vê codificada?
Cypher: É necessário. Os tradutores de imagem trabalham com o programa de construção. Mas há informação demais para decodificar na Matrix. Você se acostuma, eu nem vejo os códigos. Eu só vejo loira, morena, ruiva. Você quer uma bebida?
Neo: Claro.
Cypher: Sabe, sei o que está pensando, porque estou pensando a mesma coisa. Na verdade, penso nisso desde que cheguei aqui, porque eu não tomei a pílula azul? Gostoso, não? O Dozer que faz. Serve para duas coisas: desengraxar motores e queimar neurônios. Posso te perguntar uma coisa? Ele te disse porque fez isso? Porque você está aqui. Jesus! Que responsabilidade! Você está aqui para salvar o mundo. O que você diz numa situação dessas? Um pequeno conselho: Se vir um agente, faça o que fazemos, corra, corra feito um louco.
Neo: Obrigado pela bebida.
Cypher: Sonhe com os anjos.
Agent Smith: Negócio fechado, Sr. Reagan?
Cypher: Sabe, sei que este bife não existe. Sei que, quando eu coloco na boca, a Matrix diz ao meu cérebro que ele é suculento e delicioso. Após nove anos, sabe o que percebi? A ignorância é maravilhosa.
Agent Smith: Então negócio fechado.
Cypher: Não quero me lembrar de nada. Nada. Entendeu? E eu quero ser rico. Você sabe, alguém importante, tipo um ator.
Agent Smith: O que desejar, Sr. Reagan.
Cypher: Tudo bem. Leve o meu corpo de volta à usina, me coloque de novo na Matrix e eu te dou o que deseja.
Agent Smith: Senhas de acesso à área de Sião.
Cypher: Não, eu já disse, eu não sei. Vou te entregar o homem que sabe.
Agent Smith: Morfeu.
Tank: Prontinho amigo. Desjejum de campeão.
Mouse: Se fechar os olhos, vai perceber que está comendo ovos.
Apoc: Ou uma tigela de catarro.
Mouse: Sabe o que isso em lembra? Trigo gostoso, você já comeu trigo gostoso?
Switch: Não, mas tecnicamente nem você.
Mouse: Mas é isto que falo tecnicamente. Porque você se pergunta, como as máquinas sabem qual era o sabor do trigo gostoso? Elas podem ter errado. Talvez o verdadeiro trigo gostoso, tivesse gosto de aveia ou atum. Você fica se perguntando: frango, por exemplo. Talvez elas não soubessem o gosto do frango, por isso talvez o frango tenha qualquer gosto. E talvez ela.....
Apoc: Cale-se.
Dujuor: É uma proteína unicelular, combinada com aminoácidos, vitaminas e minerais sintéticos.
Tudo o que o corpo precisa.
Mouse: Não tem tudo o que o corpo precisa. Soube que você passou pelo programa de treinamento. Sabe, eu criei o programa.
Apoc: Lá vem.
Morfeu: E o que achou dela?
Neo: De quem?
Mouse: A mulher de vestido vermelho. Eu a criei. Ela não fala muito, mas, se você quiser conhecê-la, posso arranjar um encontro a sós.
Switch: O cafetão digital em ação.
Mouse: Não ligue para esses hipócritas, Neo.
Negar nossos impulsos é negar aquilo que faz de nós humanos.
Morfeu: Dozer, quando terminar, leve-nos até a profundidade de irradiação. Vamos entrar, vamos levar Neo para vê-la.
Neo: Ver quem?
Tank: O Oráculo. Por favor, observem que os avisos de .aperte o cinto. e .não fume. estão acesos. Relaxe e aproveite o vôo.
Morfeu: Estamos dentro.
Morfeu: Voltaremos em uma hora. Inacreditável, não é?
Neo: Deus!
Trinity: O que?
Neo: Eu comia ali. Macarrão muito bom. Tenho essas lembranças da minha vida. Nenhuma delas aconteceu. O que isso significa?
Trinity: Que a Matrix não pode te dizer quem você é.
Neo: Mas o Oráculo pode.
Trinity: É diferente.
Neo: Você foi nela?
Trinity: Sim.
Neo: O que ela te disse?
Trinity: Ela me disse.....
Neo: O que?
Morfeu: Chegamos. Venha comigo.
Neo: Então este é o mesmo Oráculo que fez a profecia?
Morfeu: Sim, ela é muito velha, está conosco desde o início.
Neo: O início?
Morfeu: Da resistência.
Neo: E o que ela sabe? Tudo?
Morfeu: Ela diria que sabe o suficiente.
Neo: Então ela nunca erra?
Morfeu: Tente não pensar em temos de certo ou errado. Ela é um guia, Neo. Pode te ajudar a achar o caminho.
Neo: Ela te ajudou? O que ela te disse?
Morfeu: Que eu encontraria o escolhido. Eu disse que só posso te mostrar a porta. Você tem de atravessá-la.
Velha: Olá, Neo. Chegou bem na hora. Fique a vontade Morfeu. Neo, venha comigo. Estes são outros potenciais. Aguarde aqui.
Garoto: Não tente entortar a colher. É impossível. Em vez disso, apenas tente ver a verdade.
Neo: Que verdade?
Garoto: A colher não existe.
Neo: A colher não existe?
Garoto: Então você verá que não é a colher que entorta, é você mesmo.
Velha: O Oráculo vai te ver agora.
Oráculo: Sei que você é o Neo. Já vou te atender.
Neo: Você é o Oráculo?
Oráculo: Bingo. Não era bem o que esperava, não é? Está quase pronto. O cheiro é bom, não? Eu te mandaria sentar, mas você não iria querer. E não se preocupe com o vaso.
Neo: Que vaso?
Oráculo: Esse vaso.
Neo: Desculpe.
Oráculo: Já disse, não se preocupe. Mandarei uma das crianças consertar.
Neo: Como você sabia?
Oráculo: O que vai mesmo fazer os seus miolos queimarem é, você teria quebrado se eu não tivesse dito nada?
Você é mais bonito do que pensei. Por isso ela gosta de você.
Neo: Quem.
Oráculo: Mas, não é muito inteligente. Você sabe porque Morfeu te trouxe aqui. Então, o que você acha? Acha que é o escolhido?
Neo: Sinceramente, não sei.
Oráculo: Sabe o que isso diz? É Latim. Diz: .CONHECE A TI MESMO.. Vou te contar um segredinho. Ser o escolhido é como estar apaixonado. Ninguém pode te dizer se você está, você simplesmente sabe e não tem dúvida nenhuma. Bem, melhor eu dar uma olhada em você. Abra a boca, diga: .AH.. Muito bem, agora deveria dizer: .Ah, interessante, mas...... Ai você diz:
Neo: .Mas o que?..
Oráculo: Mas você já sabe o que eu vou te dizer.
Neo: Eu não sou o escolhido.
Oráculo: Desculpe garoto. Você tem o dom, mas parece que você está esperando por algo.
Neo: O que?
Oráculo: Sua próxima vida, talvez, quem sabe? Essas coisas são assim. Qual a graça?
Neo: Morfeu. Ele quase me convenceu.
Oráculo: Eu sei. Pobre Morfeu. Sem ele, estamos perdidos.
Neo: Como assim, .sem ele?..
Oráculo: Você quer mesmo me ouvir? Morfeu acredita em você, Neo. E ninguém, nem você nem eu, pode convencê-lo do contrário. Ele acredita tão cegamente, que vai sacrificar a própria vida para salvar a sua.
Neo: O que?
Oráculo: Você vai precisar fazer uma escolha. Numa mão, você terá a vida de Morfeu, na outra mão, você terá a sua vida. Um de vocês vai morrer. Qual de vocês, você escolherá. Sinto muito menino, sinto mesmo. Sua alma é boa. E odeio dar más notícias a pessoas boas. Mas não se preocupe. Assim que você passar por quela porta, vai começar a se sentir melhor. Vai lembrar que não acredita nesse papo-furado de destino.
Você controla sua própria vida. Lembra? Tome, pegue um biscoito. Prometo que, quando você terminar de comê-lo, vai se sentir muito bem.
Morfeu: O que foi dito era para você e apenas para você.
Tank: Estão a caminho. O que é isso?
Neo: Uau, dejavu.
Trinity: O que você disse?
Neo: Nada, foi só um .dejavu..
Trinity: O que você viu?
Cypher: O que houve?
Neo: Um gato preto passou ali e depois um outro, igual.
Trinity: Era o mesmo gato?
Neo: Não tenho certeza.
Morfeu: Switch, Apoc.
Neo: O que foi?
Trinity: Um .dejavu. geralmente é uma falha na Matrix quando eles mudam algo.
Tank: Meu Deus.
Morfeu: Vamos.
Tank: Eles cortaram a linha. É armação! Saiam!
Mouse: Ah, não.
Cypher: Foi isso que eles mudaram, estamos presos. Eles vão nos achar.
Morfeu: Calma, me de seu telefone.
Trinity: Não temos escolha.
Tank: Operador
Morfeu: Tank, ache a planta deste prédio, rápido.
Tank: Consegui.
Morfeu: Preciso do duto principal.
Agent Smith: Oitavo andar.
Agent Brown: Estão no oitavo andar.
Morfeu: Switch, em frente.
Tank: Agora, à esquerda.
Morfeu: Ótimo.
Agent Brown: Onde eles estão?
Policial: Atrás das paredes, nas paredes.
Cypher: É um agente.
Trinity: Morfeu!
Morfeu: Tirem o Neo daqui! Só ele importa!
Neo: Não, Morfeu! Não!
Morfeu: Trinity, vá!
Trinity: Vá!
Neo: Não podemos deixá-lo!
Trinity: É preciso! Cypher vamos!
Agent Smith: O grande Morfeu, finalmente nos encontramos.
Morfeu: Quem é você?
Agent Smith: Smith. Agente Smith.
Morfeu: Vocês parecem todos iguais.
Agent Smith: Levem-no.
Tank: Operador!
Cypher: Quero uma saída, rápido!
Tank: Cypher?
Cypher: Houve um acidente, acidente de carro. De repente, bum! Alguém lá em cima gosta de mim.
Tank: Te encontrei.
Cypher: Tire-me logo daqui.
Tank: Próxima saída, Franklin com Erie, loja de conserto de TV.
Cypher: Certo.
Trinity: Tank, sou eu.
Neo: Morfeu está vivo?
Cypher: Morfeu está vivo, Tank?
Tank: Sim, estão levando-o. Não sei para onde.
Trinity: Ele está vivo, queremos uma saída.
Tank: Estão perto do Cypher.
Trinity: Cypher?
Tank: Eu sei, ele foi para a Franklin com Erie.
Trinity: Entendi.
Tank: Encontrei-o
Cypher: Onde eles estão?
Tank: Telefonando.
Cypher: Ótimo.
Trinity: Você primeiro, Neo.
Cypher: Droga!
Dujuor: Não!
Neo: Não sei, ficou mudo.
Cypher: Alô, Trinity.
Trinity: Cypher? Cadê o Tank?
Cypher: Sabe, durante muito tempo achei que fosse apaixonado por você. Eu sonhava com você. Você é uma bela mulher, Trinity. É uma pena que as coisas acabaram assim.
Trinity: Você os matou.
Apoc: O que?
Switch: Deus.
Cypher: Estou cansado, Trinity. Estou cansado dessa guerra, cansado de lutar, cansado deste barco, de sentir frio, de comer a mesma gororoba todo dia. Mas acima de tudo, estou cansado daquele chato e do papo-furado dele. Surpresa, babaca! Aposto que você nem desconfiava, não é? Deus, como eu gostaria de estar lá quando eles te pegarem. Eu gostaria de chegar no momento exato, para que só na hora, você soubesse que fui eu.
Trinity: Você entregou Morfeu.
Cypher: Ele mentiu para nós, ele nos enganou! Se você tivesse dito a verdade, a gente teria mandado você enfiar aquela pílula vermelha!
Trinity: Não é verdade, ele nos tornou livres.
Cypher: .Livres.. Chama isto de .livre.? Eu só faço que ele manda. Se eu tiver de escolher entre isso ou a Matrix, eu escolho a Matrix.
Trinity: A Matrix não é real.
Cypher: Discordo, Trinity. Eu acho que a Matrix.pode ser mais real que este mundo. Basta-me puxar o plug aqui, mas aí, veja o Apoc morrer.
Apoc: Trinity.
Switch: Não.
Cypher: Bem-vindo ao mundo real, ah ah, baby?
Trinity: Você está fora. Não pode voltar.
Cypher: Isso é o que pensa. Vão recolocar o meu corpo, vou voltar a dormir, quando eu acordar, não lembrarei de nada. A propósito, se tiver algo muito importante para dizer a Switch, diga agora.
Trinity: Não, por favor.
Switch: Assim não. Assim não.
Cypher: Tarde demais.
Trinity: Seu maldito!
Cypher: Não me odeie, Trinity. Sou apenas um mensageiro, e agora eu vou provar para você. Se Morfeu estiver certo, eu não conseguirei arrancar este plug. Se Neo é o escolhido, então haverá algum milagre para me deter. Certo? Como ele pode ser o escolhido, se está morto? Você nunca me respondeu, se você acreditava no papo de Morfeu. Fale, eu só quero um sim ou não. Olhe nos olhos dele, esses olhos grandes e bonitos e me diga, sim ou não.
Trinity: Sim.
Cypher: Eu não acredito.
Tank: Acredite ou não, seu merda, você vai queimar!
Neo: Você primeiro.
Trinity: Você se feriu?
Tank: Eu vou ficar bom.
Trinity: Dozer?
Agent Smith: Já olhou para tudo isso de cima? Maravilhado com a sua beleza, sua genialidade?
Bilhões de pessoas vivendo suas vidas distraídas. Você sabe que a primeira Matrix, foi criada para ser o mundo humano perfeito, onde ninguém sofreria, onde todos seriam felizes? Foi um desastre. Ninguém aceitou o programa, perdemos safras inteiras. Alguns acham que não tínhamos a linguagem de programação para descrever o seu mundo perfeito. Mas eu acho que como espécie, os seres humanos definem a realidade através da desgraça e do sofrimento. Então o mundo perfeito era um sonho do qual o cérebro primitivo de vocês tentava acordar. E por isso a Matrix foi criada assim. O ápice da sua civilização, eu digo .sua civilização., porque quando começamos a pensar por vocês, tornou-se nossa civilização, o que, claro, é a razão disto tudo. Evolução, Morfeu. Evolução. Como o Dinossauro. Olhe pela janela. Vocês tiveram seu tempo. O futuro é nosso mundo, Morfeu. O futuro é nosso tempo.
Agent Jones: Podemos ter problemas.
Neo: O que estão fazendo com ele?
Tank: Entrando na mente dele. É como entrar num computador. É questão de tempo.
Neo: Quanto tempo?
Tank: Depende da mente, mas ela acabará cedendo, e o padrão alfa dele mudará disto para isto. Quando mudar, ele dirá a eles tudo o que quiserem.
Neo: O que eles querem?
Tank: O líder de cada nave recebe senhas para o mainframe de Sião. Se um agente pegar as senhas e entrar no mainframe de Sião, poderão nos destruir. Não podemos deixar.
Neo: Trinity?
Tank: Sião é mais importante do que eu ou você ou até mesmo Morfeu.
Neo: Deve haver algo que possamos fazer.
Tank: E há, nós puxamos o plug.
Trinity: Você vai matá-lo? Matar Morfeu?
Tank: Não temos alternativa.
Agent Smith: Nunca envie um humano, para fazer serviço de máquina.
Agent Brown: Se o informante falhou, eles desfarão a conexão o mais rápido possível, a menos.....
Agent Jones: Eles morreram de qualquer forma.
Agent Smith: Temos de continuar como o planejado. Distribua os sentinelas imediatamente.
Tank: Morfeu, você foi mais que um líder para nós. Você foi um pai. Sentiremos sua falta.
Neo: Pare! Eu não acredito.
Tank: Neo, é necessário.
Neo: É mesmo? Eu não sei. Não pode ser só coincidência.
Tank: O que?
Neo: O Oráculo. Ela me disse que isso aconteceria. Ela me disse que eu teria de fazer uma escolha.
Trinity: Que escolha? O que vai fazer?
Neo: Vou entrar
Trinity: Não vai, não.
Neo: Eu preciso.
Trinity: Neo, Morfeu se sacrificou para que pudéssemos te salvar. Você não vai entrar lá de jeito nenhum.
Neo: Morfeu fez isso porque acreditava que eu fosse algo que não sou.
Trinity: O que?
Neo: Não sou o escolhido, Trinity. O Oráculo me disse isso.
Trinity: Não, você tem de ser.
Neo: Sinto muito, não sou. Sou um cara normal.
Trinity: Não, Neo, não é verdade. Não pode ser verdade.
Neo: Porque?
Tank: Isso é loucura, eles estão com Morfeu num prédio militar controlado. Mesmo se você entrasse, há agentes protegendo-o, três deles. Eu também quero Morfeu de volta, mas isso seria um suicídio.
Neo: Sei que parece isso, mas não é. Não sei explicar porque não é. Morfeu acreditava em algo, e estava pronto para dar a vida por isto. Agora eu entendo isso, por isso tenho de ir.
Tank: Porque?
Neo: Porque eu acredito em algo.
Trinity: No que?
Neo: Acredito que posso trazê-lo de volta. O que está fazendo?
Trinity: Vou com você.
Neo: Não, não vai.
Trinity: Não? Vou te dizer no que acredito. Morfeu significa mais para mim do que para você. Acredito que, se você vai mesmo salvá-lo, vai precisar de minha ajuda. E como sou a mais alta oficial aqui, se você não gostar, acho que pode ir para o inferno. Porque não vai para outro lugar. Tank, carregue-nos.
Agent Smith: Eu gostaria de contar uma revelação que eu tive durante o meu tempo aqui. Ela ocorreu quando tentei classificar sua espécie e me dei conta de que vocês não são mamíferos. Todos os mamíferos do planeta, instintivamente entram em equilíbrio com o meio ambiente. Mas os humanos, não. Vocês vão para uma área e se multiplicam, até que todos os recursos naturais sejam consumidos. A única forma de sobreviverem é indo para uma outra área. Há um outro organismo neste planeta que segue o mesmo padrão. Você sabe qual é? Um vírus. Os seres humanos são uma doença. Um câncer neste planeta. Vocês são uma praga. E nós somos a cura.
Tank: Muito bem, do que precisa? Além de um milagre.
Neo: Armas. Muitas armas.
Trinity: Neo, ninguém jamais fez algo assim.
Neo: Por isso vai dar certo.
Agent Smith: Porque o soro não funciona?
Agent Brown: Talvez estejamos fazendo as perguntas erradas.
Agent Smith: Deixe-me com ele. Agora.
Tank: Agüente Morfeu. Eles vão te buscar, já estão chegando.
Agent Smith: Você me ouve, Morfeu? Eu vou ser sincero com você. Eu odeio este lugar, este zoológico, esta prisão, esta realidade, ou sei lá como vocês o chamam. Eu não suporto mais. É o cheiro. Se é que isso existe. Eu me sinto impregnado dele. Eu sinto o gosto do seu fedor. E toda a vez que sinto, fico achando que fui infectado por ele. É repulsivo. Não é? Eu preciso sair daqui. Eu preciso me libertar. E dentro desta cabeça está a chave. A minha chave. Quando Sião for destruída, não precisarei mais ficar aqui. Você entendeu? Preciso das senhas. Eu preciso entrar em Sião, e você tem de me dizer como. Você vai me dizer, senão morre.
Policial: Por favor, retire qualquer objeto metálico. Chaves, moedas.
Reforço! Envie reforço!
Parados!
Agent Jones: O que estava fazendo?
Agent Brown: Ele não sabe.
Agent Smith: Sabe o que?
Agent Jones: Acho que estão tentando salvá-lo.
Neo: A colher não existe.
Agent Smith: Encontre-os e destrua-os!
Policial: Eu repito, estamos sendo atacados!
Neo: Trinity! Ajude-me!
Agent Jones: Apenas humano.
Trinity: Desvie deste.
Trinity: Como fez aquilo?
Neo: O que?
Trinity: Você se mexeu como eles. Nunca vi ninguém se mexer tão rápido.
Neo: Não foi rápido o suficiente. Sabe pilotar aquilo?
Trinity: Ainda não.
Tank: Operador.
Trinity: Preciso de um programa para o helicóptero B-212. Rápido. Vamos.
Agent Smith: Não.
Neo: Morfeu, levante-se. Levante-se, Levante-se. Ele não vai conseguir. Te peguei!
Tank: Eu sabia. Ele é o escolhido.
Morfeu: Você acredita agora, Trinity?
Neo: Morfeu, O Oráculo me disse.....
Morfeu: Ela te disse o que você precisava ouvir. Só isso. Cedo ou tarde você vai perceber, como eu, que há uma diferença entre conhecer o caminho e percorrer o caminho.
Tank: Operador. É bom ouvir a sua voz.
Morfeu: Queremos uma saída.
Tank: Já tenho uma, estação do metrô, State com Balboa.
Agent Smith: Droga!
Agent Brown: Rastreamos a ligação!
Agent Jones: Temos a posição deles!
Agent Brown: Há sentinelas a postos.
Agent Jones: Ordene o ataque.
Neo: Você primeiro, Morfeu.
Trinity: Neo, eu quero te dizer uma coisa, mas tenho medo do que você possa entender. Tudo o que o Oráculo me disse, tornou-se verdade. Tudo menos isto.
Neo: Menos o que?
Tank: O que aconteceu?
Trinity: Um agente. Mande-me de volta.
Tank: Não posso.
Agent Smith: Sr. Anderson.
Trinity: Corra, Neo. Corra. O que ele está fazendo?
Morfeu: Começando a acreditar.
Agent Smith: Está sem balas.
Neo: Você também.
Agent Smith: Vou gostar de te ver morrer..... Sr. Anderson.
Trinity: Nossa, ele o está matando.
Agent Smith: Está ouvindo, Sr. Anderson? É o som da inevitabilidade. É o som da sua morte. Adeus, Sr. Anderson.
Neo: O meu nome é Neo.
Trinity: O que aconteceu?
Tank: Não sei, eu o perdi. Droga!
Trinity: Sentinelas. Quanto tempo?
Morfeu: Cinco talvez seis minutos. Tank carregue o PEM.
Trinity: Não podemos usar, até ele sair.
Morfeu: Eu sei, não se preocupe. Ele vai conseguir.
Homem: Que droga! O meu telefone! O cara pegou o meu telefone!
Tank: Achei! Está fugindo.
Neo: Sr. Mago, me tira daqui!
Tank: Tem uma antiga saída. Wabash com Lake.
Neo: Droga! Ajude-me! Preciso de ajuda!
Tank: A porta. A porta à esquerda. A outra à esquerda. Porta dos fundos.
Trinity: Ah, não.
Morfeu: Lá vêm eles.
Tank: A saída de incêndio no fim do beco, sala 303. Eles entraram.
Trinity: Rápido Neo.
Morfeu: Não pode ser.
Agent Smith: Verifiquem.
Agent Brown: Ele morreu.
Agent Smith: Adeus, Sr. Anderson.
Trinity: Não estou mais com medo. O Oráculo disse que eu me apaixonaria e que o homem que eu amaria, seria o escolhido. Então, veja, você não pode estar morto. Não pode estar, porque eu te amo. Eu te amo.
Neo: Não.
Tank: Como?
Morfeu: Ele é o escolhido.
Neo: Sei que você está aí. Eu sinto você agora. Sei que está com medo. Está com medo de nós. Está com medo das mudanças. Eu não conheço o futuro. Eu não vim aqui te dizer como isso vai acabar. Eu vim aqui te dizer como vai começar. Vou desligar o telefone. E vou mostrar a essas pessoas o que não quer que elas vejam. Vou mostrar a elas um mundo sem você. Um mundo sem regras e controle, sem limites e fronteiras. Um mundo onde tudo é possível. Para onde vamos daqui, é uma escolha que deixo para você.

mapa

\"Retornar