Encontrando o Peso Ideal I

© Adriana Moraes (Psi) e Walther Hermann

Data de Publicação: 20 de Setembro de 2017

O descontrole na alimentação que pode produzir o peso fora das expectativas talvez seja apenas um efeito de descuidos com a alimentação. Entre vários clientes que atendemos em sessões de coaching ou terapia, notamos que o comportamento mais frequente é exagerar nas variadas propostas de dietas alternando-as com períodos de completo descontrole.

Levando em conta a quantidade de energia que investimos no controle de tantas variáveis para viver no mundo atual, seria natural se esperar que o descontrole atingisse algum setor de nossas vidas. Para muitos de nossos clientes, essa área é a alimentação. Em parte devido a tantos apelos da mídia para fazermos o que eles desejam em lugar daquilo que realmente necessitamos. Como consumidores somos consumidos pelas exigências externas às nossas vidas, na tentativa de nos adequarmos ao que esperam de nós. Se você é uma dessas pessoas cujo peso está acima ou abaixo do esperado, então este texto foi escrito para você.

Nos diversos casos que compartilharemos, você encontrará diferentes soluções que podem motivá-lo(a) a tomar novas decisões em relação ao seu bem estar, especialmente se houver razões urgentes de saúde envolvidas.

Engordar ou emagrecer excessivamente é um sintoma que possui múltiplas causas, e por este motivo, é um dos processos de Coaching mais desafiadores e, ao mesmo tempo, um dos mais bonitos, que proporciona resultados maravilhosos em todas as áreas da vida.

A perda do controle sobre o peso e a forma física pode estar relacionado a desequilíbrios em alguma ou várias áreas da vida de uma pessoa, como por exemplo o desequilíbrio emocional. Questões mal resolvidas consigo mesmo, baixa autoestima, estresse causados por tensões constantes, medo, ansiedade, sentimentos de solidão.

Mas um fator muito importante a ser reconhecido e tratado é a compulsão, que também está presente em todos os vícios. Esta também pode ser causada por inúmeros fatores. Como forma de ilustrar, vou relatar a história de uma cliente que para preservar sua identidade, chamarei aqui de Luiza. Esta cliente me procurou para passar pelo coaching de emagrecimento. Logo de início mapeei as possíveis causas do descontrole de peso, que são sempre individuais, nunca existe um cliente igual ao outro!

Uma das causas levantadas era a compulsão por sorvete e tomava sorvete sempre que se sentia sozinha, triste, alegre, depois do trabalho. Aparentemente não havia um horário específico para a compulsão ocorrer. Como a compulsão é uma questão bem limitadora para o controle do peso, iniciamos o processo por ela. Estou sempre me surpreendendo com os resultados de uma intervenção! Esta cliente desde muito nova foi morar com os avós e tinha um avô muito carinhoso e atencioso, que cumpria o papel de pai em sua vida.

Durante o processo de compreensão da compulsão, descobrimos que a compulsão por sorvete havia aparecido desde a morte de seu avô. Agora o mais interessante: seu avô sempre a levava para passear, desde criança. A esta altura do relato você pode imaginar onde eles iam quando saiam para passear? Vejam só, iam tomar sorvete! E não havia felicidade maior para esta criança do que, além de ter atenção e carinho "paterno", ainda tomava sorvete. O processo seguiu de forma a solucionar esta questão emocional, que envolveram algumas sessões, mas assim que houve uma compreensão da causa, já foi mais fácil para a cliente controlar seu impulso de tomar sorvete.

Este fenômeno de associarmos à alimentação significados que não lhes pertencem originalmente, pode acionar hábitos de comportamento alimentar pouco saudáveis. Chamamos a isso de sobrecarga de significados ou sobrecarga semântica - isso pode ser suficiente para acionar sintomas desta e de outras naturezas.

»» Retornar ao índice de notícias