;
Acesso direto ao conteúdo

Transformando-se: Bloqueios

 

Transtornos Alimentares

@ Eliana Camargo Azevedo, Psicóloga

Bulimia

"Sou uma pessoa muito competitiva, sempre estive entre as melhores alunas bem como fui destaque nos esportes. Após a morte do meu pai passei a não ter controle sobre a comida. Vou a festas e devoro brigadeiros como se estivesse competindo com alguém. Durante a noite eu levanto sem ser vista e ataco a geladeira, chego a comer arroz gelado. Sinto-me péssima e não consigo parar".

Sabemos que apesar da população ter fácil acesso às informações, a anorexia e a bulimia são doenças que exigem atenção e cuidado,chegando a taxas

Qual a definição de bulimia?

Segundo a American Psychiatric Association.

1) Episódios recorrentes de ingestão de comida em excesso (consumo rápido de grande quantidade de alimentos em um curto periodo de

2) Sentimento de falta de controle sobre o comportamento alimentar durante os excessos alimentares;

3) Emprego regular de autoindução do vômito, uso de laxantes e diuréticos, práticas de dietas rígida ou jejuns ou exercício vigoroso com o objetivo de evitar ganho de peso;

4) Média mínima de dois episódios de exagero alimentar por semana ou pelo menos tres ao mês;

5) Preocupação excessiva e persistente com a forma do corpo e peso.

(DSM-III-R,American Psychiatric Association,1987)

Apesar de não sabermos com precisão, há estudos que sugerem que 20% da população, principalmente feminina, sofre de transtornos alimentares.

No caso da bulimia, a compulsão pode chegar de repente ou outras vezes a pessoa planeja, compra grandes quantidades de alimentos chegando a fazer

"Quando chego do trabalho fico fora de controle, abro a geladeira e vou comendo tudo que vejo pela frente, independente de estar com fome. Em seguida, penso na quantidade de comida ou calorias que ingeri, vem o desespero. Quero colocar tudo para fora, então após vomitar me sinto menos culpada."

A maioria das pessoas com quadro de bulimia se comportam de modo extremo variando entre uma dieta rígida, restrita e excessos de ingestão alimentar. Tanto na bulimia como na anorexia o isolamento social, cansaço, ansiedade, estão presentes na maioria dos casos. Os pensamentos sobre dietas, forma física ocupam o pensamento em tempo integral. Mesmo estando muito magras possuem uma autoimagem distorcida e se veem gordas. O desejo de conseguir a silhueta física imaginada é impossível de ser atingida uma vez que não corresponde a realidade. A procura por um profissional faz-se urgente.

Muitos aspectos precisam ser considerados na avaliação dos pacientes com transtornos alimentares. Questões culturais, pressões sociais, autoestima bem como episódios do desenvolvimento como um todo. Situações traumáticas vivenciadas na infância ou adolescência não resolvidas permanecem sem serem entendidas ou processadas pedindo ajustes ou integração.

comentários

 

[ Retornar ao Índice ]

Mapa do Portal

mapabeta

\"Retornar