;
Acesso direto ao conteúdo

Transformando-se: Saúde e Bem-Estar

 

Problemas são Soluções I

© Walther Hermann Kerth

Um dia, folheando uma revista, encontrei uma matéria muito interessante. Na verdade, foi o título completamente absurdo que capturou minha atenção e meu interesse.

Tinha como apelo inicial: "O homem que vende ignorância". Preciso confessar que fiquei muito indignado com tal reportagem, pois sou um mercador de conhecimento.

Comecei a leitura. Era a história de um americano, já cinquentão, e suas aventuras na vida. Ele graduara-se em direito e arquitetura, como melhor aluno das duas turmas. Era genial!

Ele começou sua carreira em grandes empresas, das quais se desligou frustrado com os jogos de poder e as dificuldades de executar seus projetos arrojados demais para as grandes corporações.

Todo o resto de sua vida profissional trabalhara em pequenos projetos ou consultorias, porém nada tinha dado muito certo. Mesmo os negócios que empreendera não foram bem-sucedidos.

Como dizemos, fora "empurrando com a barriga" e sobrevivendo ao longo dos anos. Embora fosse considerado muito inteligente e criativo, nunca tinha dado muito certo.

Um belo dia, numa viagem de férias pelo interior dos Estados Unidos, comprara um guia e fora de carro.

Ao longo de seu passeio, constatou uma grande dificuldade de utilização daquele guia turístico.

Cada vez que necessitava de uma informação, embora soubesse estar lá, levava muito tempo pesquisando até encontrá-la.

Quando estava na estrada, ao anoitecer, buscando a cidade mais próxima, encontrava as cidades organizadas em ordem alfabética! De que lhe servia isso?

Foi ficando muito incomodado com essas circunstâncias, a ponto de destacar páginas do livro, colá-las em outros lugares. Recortar, rabiscar, anexar etc. Quando retornou da viagem, o guia estava completamente em frangalhos.

Entretanto, ainda insatisfeito com a aquisição, ligou para o editor da publicação e fez todas as reclamações que julgava pertinentes!

Suas queixas eram tão bem fundamentadas que esse editor contratou-o para implementar suas ideias sobre um novo arranjo das informações do guia.

Atualmente, esse homem é um profissional extremamente bem-sucedido, trabalha em sua mansão à beira da praia na Costa Oeste norteamericana. É conhecido como o primeiro e mais importante Arquiteto da Informação vivo! Quando lhe perguntam o que faz, responde: "Eu vendo a minha burrice!".

Graças à sua "burrice", ele ganha milhões de dólares por ano para reorganizar informações de guias de informação (guias turísticos), listas de informação (listas telefônicas) e manuais técnicos.

E as pessoas gostam muito quando compram alguma dessas publicações organizadas por ele. São extremamente claras, organizadas e de fácil manuseio.

O seu pior problema? Suas dificuldades de compreender a informação escrita, tornou-se seu principal aliado! Ele enriqueceu graças à sua pior dificuldade!

Quando li essa reportagem, algo fantástico aconteceu dentro de mim e em minha compreensão sobre qual era a minha profissão.

Essa história foi tão valiosa para mim que, desde então, conto-a sempre que posso. Trata-se de encontrarmos uma forma criativa de expressarmos o que existe de mais natural e autêntico dentro de nós.

Quando conseguimos identificar tais qualidades, então tornamos nossa vida algo significativo.

Qual é a sua maior dificuldade? E como você poderia torná-la algo valioso?

comentários

 

[ Retornar ao Índice ]

Mapa do Portal

mapabeta

\"Retornar