;
Acesso direto ao conteúdo

Transformando-se: Saúde e Bem-Estar

 

Problemas são Soluções II

© Walther Hermann Kerth

Certa vez contei a história do vendedor de ignorância numa reunião da diretoria da Associação dos Empreendedores de São Paulo, pois considerava tal reportagem muito preciosa. Contava-a para todos os amigos, como se tivesse "descoberto a América"!

Um de meus amigos, em retribuição, contou-me outra história fantástica: era sobre outro americano, empreendedor desde jovem, que nunca fora bem-sucedido. Tivera um primeiro negócio e fracassara. Tivera um segundo empreendimento que não dava dinheiro... No terceiro, desentendera-se com o sócio... Assim por diante, nada dava certo para esse homem que ia sobrevivendo no decorrer de sua carreira de pequeno empresário.

Um belo dia, depois de várias tentativas, acabara de quebrar em outra iniciativa... Parou, refletindo sobre tantos insucessos e, extremamente deprimido, perguntou-se: "Que diabos... Afinal de contas, o que eu aprendi nesses anos todos? O que eu sei fazer, enfim?".

Nessa ocasião de sua vida, então, encontrou sua mais importante resposta pessoal e profissional: descobrira aquilo que tinha aprendido... O que realmente sabia fazer de melhor... Ele era um especialista em fracassos! Ninguém tinha fracassado tanto quanto ele... Ninguém sabia fazer isso melhor do que ele!

O impacto emocional dessa descoberta sobre sua realidade única e profunda foi devastador.

A partir desse momento, enriqueceu. Passou a vender "fracassos"! Isso mesmo! Começou a promover palestras de motivação para empresários quebrados e alto executivos desempregados!

Evidentemente ninguém, absolutamente ninguém, corre o risco de fracassar sentado em uma cadeira sem fazer nada. Somente fracassa aquele que está fazendo ou buscando algo. E ninguém era melhor do que ele para falar sobre esse assunto.

Ele tinha sido mal-sucedido inúmeras vezes e, depois de cada insucesso, sabe-se lá como, conseguira se reorganizar, levantar-se, sacudir a poeira e dar a volta por cima.

Ao longo de sua vida, tivera a oportunidade de viver repetidas vezes aqueles piores sentimentos e circunstâncias mais dramáticas que acompanham cada fracasso. Após cada uma dessas perdas, se recompunha, se automotivava e iniciava um novo empreendimento.

Seu maior drama, seu pior problema... Foi ele que forjou suas melhores habilidades!

Para mim, isso foi a gota d'água. Compreendi então que talvez tivesse que criar a profissão na qual trabalharia! Mais do que isso... Compreendi que o mundo ainda não estava acabado... Eu poderia e deveria dar a minha contribuição nessa construção!

Finalmente entendi que a época em que vivemos colocou em crise todos os antigos modelos de sobrevivência e de compreensão do mundo. Isso me convidou a crer que grande parte das profissões do futuro, talvez, ainda não tivessem sido criadas.

Pela primeira vez na vida, chegara à conclusão de que havia espaço para mim e necessidade da minha participação e contribuição nessa construção do nosso futuro. Isso me transformou interiormente.

Certamente, creio que você também pode encontrar vários exemplos curiosos na sua ou na vida de pessoas próximas.

Normalmente julgamos os fatos apressadamente... Isso nos limita perceber as oportunidades a partir de um ponto de vista mais amplo e numa dimensão de tempo maior.

comentários

 

[ Retornar ao Índice ]

Mapa do Portal

mapabeta

\"Retornar