Collapse Process (Processo do Colapso)

Criado e sistematizado pelo quiropata norteamericano Dr. John Demartini, essa abordagem é extremamente simples e poderosa para desarticular memórias de estresse ou de exaltação exagerada, estados mentais e emocionais nos quais os indivíduos normalmente perdem parte da lucidez e se tornam vulneráveis a comportamentos e atitudes reativas ou irracionais. Qualquer pessoa que, diante de um problema, sinta-se aprisionada aos labirintos da mente, aos pensamentos recorrentes e aos sentimentos de incapacidade, e não saiba como se libertar dessas limitações, compreende os que são os estados de confinamento mental e emocional.

Parecido com as práticas do pensamento socrático, o método Demartini constitui-se de uma prática sistemática de operações cognitivas e mentais que leva nossos pobres modelos da realidade ao colapso, reduzindo significativamente a carga de estresse emocional decorrente de julgamentos e análises parciais da realidade.

Simplificadamente é um método de gerenciamento de emoções exageradas e estimulação do processo criativo (construção de novos circuitos nervosos) que libera tensão, proporciona mais centramento, serenidade e revela uma sabedoria oculta em nossos destinos.

Esse método é especialmente eficaz com indivíduos muito mentais, racionais e ou pessimistas, ajudando-os a afrouxar os seus condicionamentos e a acessar seus sentimentos mais profundos. Em geral, pessoas com tais perfis se distanciam muito da sensibilidade e da percepção dos próprios sentimentos e sensações, sendo frequentemente vítimas de problemas de saúde decorrentes da desatenção com o próprio corpo. Muitas pessoas tornam-se exageradamente racionais ou mentais como uma estratégia para superar ou lidar com grandes dores ou sofrimentos emocionais que, por sua vez, dão origem a uma série de doenças psicossomáticas.

O que é o Processo do Colapso?


Atualmente chamado de Método Demartini, o Collapse Process é um método simples de estimulação do processo criativo que busca reorganizar significados e crenças, higienizar vínculos afetivos e desativar memórias de estresse através de pressupostos simples extraídos de analogias da mente humana com o comportamento das entidades da Mecânica Quântica, Física Nuclear, Eletricidade e Eletromagnetismo.

De uma forma bastante simplificada, o método busca organizar crenças, convicções, valores e motivações humanas assumindo que há um equilíbrio profundo entre emoções e sentimentos, entre o que é bom ou ruim, entre o Bem e o Mal. Se o indivíduo sofre com emoções fortes ou enfrenta dificuldades com frustrações é por não tem consciência deste equilíbrio é por estar ignorando os opostos e sombras que habitam fora de sua consciência. Ao tomar consciência liberta-se das fantasias que geram sofrimento.

Na prática assemelha-se frequentemente ao método socrático, propondo pressupostos simples e intuitivos que contribuem para colapsar o pensamento e revelar uma profunda ordem subjacente ao caos aparente do sofrimento humano o que, em muitos momentos parece-se com aplicações práticas e sistemáticas de princípios espirituais conhecidos, porém raramente levados em consideração quando lidamos com a vida cotidiana.

É um método valioso para reorganizar a compreensão de pessoas muito mentais e rígidas, algumas vezes assemelhando-se às técnicas de PNL pouco conhecidas e exploradas. É também uma forma simples e bela de acessar a sabedoria profunda e cultivar a fé na Providência.

0