Coaching

O Coaching consiste numa metodologia simples, eficaz e bastante estruturada para o autoconhecimento, para despertar a iniciativa e a capacidade de estabelecer e alcançar objetivos. É uma abordagem especialmente valiosa de desenvolvimento pessoal e aprendizagem de competências emocionais (autoconsciência, autogerenciamento, motivação, percepção do ambiente e de outras pessoas, gerenciamento do ambiente, de relacionamentos e de outras pessoas).

Conceitualmente, o processo de coaching no modelo americano é direcionado ao futuro e seu alvo principal é o desenvolvimento das competências necessárias para a realização de metas e sonhos. Tal modelo de coaching é muito valioso para projetos de desenvolvimento de habilidades, conquista de objetivos, transição de carreira e desenvolvimento profissional.

Coaching é uma profissão nova e pode ser comparado à aliança de sucesso entre um técnico desportivo (coach) e seus atletas (coachees). O técnico não atua no jogo diretamente, mas oferece, como um padrinho, sua experiência que concorre para o desenvolvimento e desempenho do atleta.

Da mesma forma o coach contribui para o aprendizado e amadurecimento emocional, tomada de decisão, planejamento de ação, definição de tarefas e de estratégias de remoção de obstáculos. Ocasionalmente confundido com terapia, o Coaching difere desta por dar ao cliente a autonomia e mérito pelos resultados obtidos, objetivando o acúmulo de experiências automotivadoras e a conquista da independência no processo o mais rapidamente possível.

O que é o coaching?

Coaching é uma metodologia de questionamento estruturado destinada a estimular o processo criativo de reflexão, expansão de consciência, tomada de decisão, planejamento e conquista de objetivos daqueles que se expõe ao processo.

As duas linhagens principais do coaching possuem princípios distintos:

A abordagem da Linhagem Americana, totalmente orientada para o futuro, é especialmente verbal e está bastante relacionada com a definição de objetivos, planejamento de ações e agenda e gerenciamento de tempo e adversidades, assumindo que o coachee (cliente) esteja plenamente empoderado e possua completa autonomia e poder para fazer suas escolhas e agir; possíveis conflitos de ordem emocional ou psicológica são encaminhados para trabalhos terapêuticos;

A Linhagem Europeia, mais tolerante e menos aceita no contexto corporativo, inclui o uso de abordagens de terapia breve complementares mais vivenciais e atua fortemente nos processos de motivação profunda e reorganização de significados e motivações inconscientes, despertando no coachee (cliente) os estados adequados para a consecução de seus objetivos.
Historicamente, vários profissionais acreditam que esta metodologia é um desdobramento organizacional do papel do treinador desportivo que orienta, apadrinha e compartilha com o atleta de alto nível o seu tempo e experiência para auxiliá-lo emocionalmente e dar suporte à sua jornada rumo ao desenvolvimento em treinamento e o sucesso em competições.

Saiba mais acessando aqui

0