Focalização

Método terapêutico de interiorização da atenção, desenvolvido pelo filósofo Eugene T. Gendlin, Ph.D., considerado um dos pais da Fenomenologia moderna, ex-colaborador de Carl Rogers, destinado a intervenções terapêuticas breves, que contribui para o desenvolvimento de uma consciência observadora capaz de reorganizar memórias, emoções, sentimentos, crenças e convicções, ao estimular o processo criativo inerente ao organismo. Curiosamente, esta abordagem possui alguma semelhança com técnicas meditativas antigas, tais como a meditação Vipassana, supostamente utilizada pelo último Buda em sua busca pela iluminação.

O método nasceu de suas observações sobre os princípios das intervenções terapêuticas bem sucedidas. Gendlin descobriu que as intervenções de sucesso, em quaisquer abordagens, acontecem quando o cliente consegue coordenar suas reflexões, pensamentos e discurso com suas percepções corporais de sensações, emoções e sentimentos. Quando uma sessão terapêutica não é capaz de despertar tais referências sensoriais, dificilmente produzirá ganhos terapêuticos efetivos ou mudanças duradouras.

0