Espaço Psicológico – Você sabe o que é isso?

por Viviani Bovo

Se você assistiu o filme o Céu da Meia-Noite, com George Clooney, você sabe do que estou falando! Isto está muito bem ilustrado na relação vivida pelo personagem dele, Augustine, e a pequena Iris.

Do que se trata então? Vamos ampliar o contexto para poder ficar mais claro!

Nós, seres humanos, somos mamíferos, portanto, somos seres relacionais, desde que nascemos estamos vinculados a outros seres humanos, isso faz parte da nossa sobrevivência.

Diferente do que muitos possam imaginar, vivenciar as nossas relações não dependem única e exclusivamente de termos a(s) outra(s) pessoa(s) da relação ali presentes, fisicamente, conosco, para que possamos interagir. Mesmo longe, sozinhos, continuamos a nos relacionar com as pessoas que são importantes para nós, seja de uma forma positiva ou negativa.

Com certeza você já viveu a seguinte situação, se encontrou com alguém, pode ter sido um amigo, um familiar, uma pessoa por quem você teve interesse afetivo, alguém do seu trabalho ou escola, e durante esse encontro alguma coisa não saiu da forma como você gostaria… vocês brigaram, ou não foi possível dizer o que se queria ter dito, ou ainda melhor as coisas saíram tão bem que foi melhor do que era esperado.

Então o encontro termina, você vai para seu canto, e lá, na sua imaginação você revive aquele momento, aquela briga ou conversa, ou aquela coisa maravilhosa, e muitas vezes o transforma, aumenta, estica, coloca coisas que talvez nunca faria na vida real, diz coisas, tudo com sua imaginação, ou seja, continua vivendo aquilo várias vezes, que pode ser por minutos, às vezes por horas, dias, semanas e até mesmo por anos. Não estou exagerando, tem pessoas que curtem uma mágoa ou uma paixão por toda uma vida, e para isso pode ter certeza que elas reeditam esse “filme” interno todos os dias!

Se você parar para refletir notará que passa muito mais tempo interagindo com as pessoas na sua imaginação do que na realidade concreta.

Note que essa imaginação dos seres, dos espaços e das coisas, é em 3D, portanto tem distância, tem altura, tem largura, só que se você notar com cuidado e uma curiosidade aberta para simplesmente observar da forma como essa imaginação “aparece” para você, sem querer fazer ajustes pela lógica, notará que muitas vezes são diferentes na imaginação do que são no contexto real físico/concreto.

Exemplo, se você brigou com seu chefe, e para você ele(ela) é uma pessoa muito autoritária, ao reviver isso na sua imaginação muito provavelmente notará que nessa imagem interna esse(essa) chefe será maior do que você, mesmo que você tenha um 1,80m de altura e ele(ela) tenha 1,50m de altura. Interessante, não é?

Isso tudo acontece no que chamamos de espaço mental psicológico, todos nós funcionamos assim, embora quase ninguém note isso!

Nesse nosso espaço psicológico muitas coisas estão organizadas da forma como as sentimos, e não como são na realidade concreta. Esse espaço dirá muito do que somos, sobre os recursos internos que temos, assim como sobre os nossos traumas e nossas dores.

Lucas Derks, PhD, psicológo Holandês

O psicólogo holandês Lucas Derks e seus colegas de pesquisa descobriram que se estudarmos como esse espaço funciona em uma pessoa, podemos ajudá-la a resolver traumas, melhorar autoestima, resolver problemas de enfrentamento com autoridades, encontrar recursos para enfrentar novas situações, entre outras coisas.

Conhecer o seu espaço mental psicológico e como ele está organizado pode te ajudar a descobrir o que pode ser melhorado e o que pode ser usado como um recurso de potência para sua vida!

Não vou dar spoiler sobre a história de Augustine e Iris, é só uma boa dica para ilustrar esse assunto! 😊

Lucas Derks estará oferecendo em abril de 2022 uma Formação para os brasileiros, onde ensinará como nos organizamos nesse espaço e quais técnicas podemos usar para mudar o que for preciso, nesse espaço psicológico, para termos uma vida melhor! A Formação se chama Panorama Neurossocial. Quer saber mais sobre isso? Conheça o trabalho de Lucas Derks, acessando os links abaixo:

Formação em Panorama Neurossocial
Workshop
Sobre Psicologia do Espaço Mental

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0